Carlos Jasso/Reuters
Carlos Jasso/Reuters

Mercedes deve se opor a ideia da F-1 de promover prova de qualificação com grid reverso

GP da Áustria, primeiro da temporada, deve ter duas corridas e em uma delas, o trajeto será invertido

Reuters, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2020 | 12h20

A proposta da Fórmula 1 para uma corrida experimental de qualificação com grid reverso quando a Áustria sediar dois Grande Prêmios em julho parece improvável de ser aceita devido à oposição da atual campeã Mercedes.

O grande prêmio no circuito Red Bull Ring, em Spielberg, deve dar o pontapé inicial da temporada no dia 5 de julho com uma segunda corrida no mesmo local, também sem espectadores, uma semana depois.

Fontes da equipe Mercedes confirmaram que a proposta foi feita em uma reunião na sexta-feira com os detentores de direitos comerciais Liberty Media, a FIA e as escuderias, mas a Mercedes não estava convencida.

Deve haver uma votação após a Fórmula 1 publicar seu calendário revisado no início da próxima semana, e para a aceitação será necessária unanimidade.

A ideia seria ver a qualificação substituída por uma corrida de 30 minutos no segundo sábado, com os pilotos começando na ordem inversa da posição de chegada da prova anterior. Esta corrida sem pontos determinaria o grid para o domingo.

O experimento continuaria em outros circuitos que organizam corridas consecutivas, com o líder geral de pontos largando por último. O objetivo é tornar a ação menos previsível quando o mesmo circuito é usado e proporcionar mais interesse para as emissoras.(Por Alan Baldwin)

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.