Mark Thompson/AFP
Mark Thompson/AFP

Mercedes revela novo caso de covid-19 em GP da F-1 e isola funcionários

Membros que testaram positivo ou que tiveram contato com os infectados foram isolados e excluídos do GP deste fim de semana

Redação, Estadão Conteúdo

09 de outubro de 2020 | 11h27

A Mercedes confirmou nesta sexta-feira o segundo caso positivo para covid-19 na equipe. A infecção foi constatada durante o GP de Eifel, que está sendo realizado no circuito de Nürburgring, na Alemanha, válido pela Fórmula 1.  A escuderia alemã disse já ter chamado seis funcionários para substituir os dois infectados e outros quatro afastados por terem tido contato com os casos positivos.

O primeiro registro de infecção pela covid-19 foi confirmado na quinta-feira e obrigou a Mercedes a realizar novos testes em todo o time. A nova bateria de exames detectou um novo caso positivo e um "inconclusivo", o que exigiu uma contraprova. O resultado ainda não foi divulgado. Os membros que testaram positivo ou que tiveram contato com os infectados foram isolados e excluídos do GP deste fim de semana.

"Trabalhamos em estreita colaboração com a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e a F-1 durante todo o processo e vamos continuar a agir desta forma", disse a Mercedes, em comunicado, sem revelar o nome dos funcionários infectados pela covid-19.

Para substituí-los, a equipe alemã já convocou seis integrantes do time que estavam na fábrica, em Brackley, na Inglaterra. "Toda perda de um importante membro na garagem afeta a corrida, mas acredito que estamos com a situação controlada por termos mais funcionários em Brackley", disse Toto Wolff, chefe da Mercedes.

De acordo com o dirigente, os pilotos Lewis Hamilton e Valtteri Bottas vêm tendo pouco contato com os demais integrantes da equipe porque "seria muito crítico para o campeonato se perder uma ou duas corridas", explicou Wolff.

"Os pilotos são os integrantes da equipe que estão com a vida mais restrita. Com certeza, não é a situação ideal para eles porque precisam viver quase como um eremita", comparou o dirigente. "Eles não têm sentado com os engenheiros para conversar, fazem tudo por videoconferência."

Neblina

Ainda nesta sexta-feira, o GP de Eifel teve seu primeiro treino livre cancelado por conta de neblina na cidade de Nürburg. O mau tempo já afetou a segunda sessão, que deveria ter sido iniciada às 10 horas (horário de Brasília), mas não havia começado no momento da publicação desta matéria.

No sábado, o grid de largada será definido no treino classificatório marcado para às 10h. No domingo, a corrida está agendada para às 9h. A previsão é de que a chuva persista ao longo de todo o fim de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.