Max Rossi/Reuters
Max Rossi/Reuters

Vettel diz que Ferrari deve comemorar segundo lugar na Itália

Escuderia ficou na esperança de vitória por pneus de Hamilton

Estadão Conteúdo

06 de setembro de 2015 | 17h24

Apesar de esperar uma decisão que tirasse a vitória do GP da Itália de Fórmula 1 de Lewis Hamilton por causa da pressão dos pneus, o alemão Sebastian Vettel preferiu salientar o bom desempenho da Ferrari em casa e o segundo lugar conquistado na pista de Monza neste domingo.

"No final, há coisas que nós podemos errar, coisas que a equipe erra. É óbvio. É claro que não é o que o piloto quer, porque queremos que as corridas sejam resolvidas na equipe. Lewis pareceu estar no controle da corrida o tempo todo", reconheceu o alemão. "Tínhamos uma grande chance de manter o segundo lugar mesmo se Nico não tivesse quebrado. Então temos motivos para sorrir hoje, completou."

O alemão destacou ainda a dificuldade enfrentada por ele e pela Ferrari depois de ter criticado duramente a Pirelli pelo estouro sofrido a duas voltas para o GP da última prova, na Bélgica. "Foi uma semana difícil para mim, muita coisa foi dita, então foi um pódio que tirou muito peso dos nosso ombros", afirmou Vettel, que evitou comentar sobre o efeito da pressão nos pneus no carro.

"Acho que não é justo perguntar isso para os pilotos porque não está diretamente no nosso controle. Sabemos que menos pressão dá mais vida para os pneus. Mas a corrida aconteceu, fomos ao pódio, que foi fantástico, e isso deveria ser o foco hoje (domingo). É um dia incrível para um piloto Ferrari. É uma pena que o foco tenha mudado e não acho certo", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.