Arquivo/AE
Arquivo/AE

Michael Schumacher critica nova pontuação da Fórmula 1

'Não vejo sentido em ter um campeão que tenha menos pontos que o vice', afirmou o heptacampeão

AE-AP, Agencia Estado

19 de março de 2009 | 11h15

O alemão Michael Schumacher, heptacampeão da Fórmula 1, criticou nesta quinta-feira a mudança no critério que define o título da categoria. A partir deste ano, o piloto que vencer mais corridas será o campeão, independentemente do número de pontos conquistados. Para o ex-piloto da Ferrari, o novo regulamento não faz sentido.

"Não consigo imaginar como essa mudança ajudará a Fórmula 1. Também não vejo sentido em ter um campeão que tenha menos pontos que o vice, embora eu ache que é bom valorizar a vitória", afirmou o maior campeão da história da categoria.

Schumacher não seria historicamente prejudicado caso o novo sistema fosse adotado nas temporadas em que foi campeão. Em todos os seus sete títulos - 1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004 -, ele venceria, fossem os pontos ou a vitória o principal critério.

Para o alemão, os problemas da nova regra vão além do fato de o campeão poder ter menos pontos que o vice. "Tenho minhas dúvidas de que mudar as regras a tão pouco tempo do início da temporada seja algo atrativo para o público. Foi uma atitude que me deixou surpreso."

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FIAFotaMichael Schumacher

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.