Michael Schumacher volta a fazer testes na MotoGP

Ex-piloto da Ferrari participa de uma sessão de treinos da equipe Ducati na pista italiana de Mugello

Agência Estado,

03 de abril de 2008 | 17h29

Dono de sete títulos mundiais da Fórmula 1 e aposentado desde o final 2006, o alemão Michael Schumacher voltou a testar um modelo da MotoGP nesta quinta-feira. Ele participou dos treinos privados da Ducati na pista de Mugello, na Itália, substituindo Vittoriano Guareschi, piloto de testes da fabricante.  Guareschi participou dos dois primeiros dias de atividades em Mugello, mas sentiu uma lesão no cóccix após uma queda. Então, a Ducati ligou para Schumacher - que já testou a moto da mesma equipe nesta temporada - e convidou-o para os treinamentos. O ex-piloto da Fórmula 1 completou 42 voltas no circuito, fazendo seus melhores tempos na casa de 1 minuto e 58 segundos - o recorde da pista de Mugello para a MotoGP gira em torno de 1 minuto e 50 segundos.  Apesar de mais uma experiência na motovelocidade - antes, no fim de semana, disputou uma prova do troféu KTM -, Schumacher reforçou novamente que não pretende iniciar uma nova carreira. "Foi uma surpresa agradável ter recebido o convite e gostei muito de ter pilotado a Ducati. Mas repito, de forma clara, que não tenho intenção alguma de participar de qualquer prova da MotoGP", afirmou o alemão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.