Michelin acusa Bridgestone de fraude

O diretor-técnico da empresa francesa Michelin, Pierre Dupasquier, acusou a Bridgestone, sua concorrente na Formula 1, de agir "fora das regras" no último GP da temporada, dia 14 no Japão. "Eles mudaram quimicamente o pneu, o que é proibido", afirmou. "De que outra maneira poderiam ser explicadas as primeiras voltas de Michael Schumacher em Suzuka?", questionou em entrevista à revista alemã SportAutoMoto. O alemão abriu um segundo por volta para Montoya, com Michelin.Dupasquier falou mais: "Desde a etapa de Indianápolis sinto um cheiro bem particular nos pneus usados pela Ferrari." Segundo ele, os japoneses usaram um produto químico a fim de melhorar o desempenho do seus pneus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.