Minardi quer herdar posição da Prost

Paul Stoddart, sócio majoritário da Minardi, disse neste sábado que só vai acreditar quando "o cheque for compensado." Ele acredita ter convencido o chefão da F-1, Bernie Ecclestone do seu direito de ficar com o que era da Prost Grand Prix. Uma vez que a equipe não mais existe, a Minardi, equipe classificada imediatamente depois em 2001, sobe uma posição na tabela. "Com o dinheiro que deveremos receber (falava-se neste sábado em US$ 8 milhões) podemos terminar a temporada."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.