Johann Groder/EFE
Johann Groder/EFE

Ministério da Saúde da Áustria aprova a disputa de duas corridas de F-1 em julho

Organizadores da principal categoria de automobilismo ainda esperam realizar entre 15 e 18 das 22 corridas programadas na temporada

Redação, Estadão Conteúdo

30 de maio de 2020 | 15h46

O Ministério da Saúde da Áustria aprovou uma relação de condições de segurança para o país ser sede de duas corridas em julho da temporada da Fórmula 1. As primeiras dez corridas foram adiadas ou canceladas por causa da pandemia de coronavírus, mas a principal categoria do automobilismo poderá finalmente ter início nos dias 5 de 12 de julho, no Red Bull Ring, em Spielberg.

O ministro da Saúde, Rudolf Anschober, aprovou os planos de segurança para o evento duplo sem a presença de espectadores e com número limitado de pessoas envolvidas no evento. "Além de medidas estritas de higiene, o conceito prevê testes regulares e exames de saúde para as equipes e todos os funcionários", disse Anschober, neste sábado, em um comunicado.

"Para o Ministério da Saúde e para uma cmissão de especialistas, o planejamento atende aos requisitos para impedir a propagação do coronavírus. O fator decisivo é a estreita coordenação entre o organizador e as autoridades regionais e locais de saúde."

Os organizadores da Fórmula 1 ainda esperam realizar entre 15 e 18 das 22 corridas programadas. Já foram canceladas as corridas da Austrália, Mônaco, França e Holanda.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoFórmula 1coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.