Montadoras e bancos firmam pacto pela F-1

Os construtores receberão uma fatia maior dos lucros da Fórmula 1 e terão mais poder sobre as decisões tomadas em relação ao Mundial. Com um pacto de intenções firmado nesta sexta-feira entre as montadoras e os bancos, que detêm 75% da Slec, holding que cuida dos interesses comerciais da categoria, parece afastada a ameaça de um campeonato paralelo em 2008. Em Paris, a Federação Francesa anunciou que foram dadas garantias financeiras para a realização do GP da França, em 4 de julho, em Magny-Cours ? as equipes ainda têm de concordar com a data.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.