Montezemolo avalia que introdução do Kers é um erro

Presidente da Ferrari afirma que as equipes precisam de mais tempo para desenvolver o sistema

Agencia Estado

26 de dezembro de 2008 | 11h06

Luca de Montezemolo, presidente da Ferrari, voltou a criticar a introdução do Kers (sistema de reaproveitamento de energia cinética) na próxima temporada da Fórmula 1. O dirigente disse, em entrevista à revista inglesa Autosport, que a adoção é um erro por considerar que as equipes precisam de mais tempo para desenvolver o sistema. "Não é possível fazer tudo em uma noite. É um processo. Ano após ano. O Kers é um erro", disse Montezemolo. O dirigente afirmou não ver qualquer semelhança no desenvolvimento do sistema para a Fórmula 1 e carros de rua. "Seja qual for, descobriremos que não há nada em comum entre o Kers da Fórmula 1 e o Kers dos carros rodoviários", argumentou. Para Montezemolo, a introdução do sistema deveria acontecer apenas após um longo período. "Para 2012, o Kers pode ser uma parte importante de um novo pacote que atenda adequadamente as preocupações ambientais. O Kers será responsável pela maior parte das despesas da Fórmula 1 em 2009", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.