Montoya confiante em subir ao pódio

Poucos pilotos mostram tanto otimismo com relação ao Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 do que Juan Pablo Montoya, da Williams. O colombiano está confiante que os dias de coadjuvante da sua equipe na luta pelas primeiras posições na atual temporada estão bem próximos do fim e, se sua escuderia ainda não consegue competir de igual para igual com a Ferrari, está bem próxima de superar as McLarens. "Acredito que poderemos chegar ao pódio", declara. "E também poderemos ser muitos fortes na classificação se os pneus funcionarem".Apesar de gostar de pilotar na chuva, o colombiano admite que o tempo ruim pode prejudicá-lo no Brasil. Os pneus da equipe, segundo Montoya, não estão suficientemente desenvolvidos para este tipo de situação, o que deve acontecer durante o campeonato.O piloto mostra confiança em seu talento, que já o levou a grandes vitórias no automobilismo, especialmente o título da Fórmula Indy em seu ano de estreante. "Se eu acho que posso compensar as deficiências do carro com a pilotagem? Claro, por que não?" O piloto acredita que o traçado do circuito de Interlagos deve ajudá-lo a conseguir um bom desempenho, apesar da fama de ondulado. "Tem um par de curvas difíceis, mas acho que, de uma maneira geral, a pista nos favorece".Montoya acredita que, se a corrida da Austrália não correspondeu exatamente às suas expectativas, o contrário aconteceu na Malásia. "Lá o carro se comportou acima do que eu esperava", disse o piloto, que espera conseguir evoluir na corrida do Brasil. "Até porque o carro está mais potente e, pelo meu lado, tenho agora mais experiência", afirma, lembrando que nas primeiras provas uma de suas dificuldades era saber levar o carro aos seus limites.Namorada - Sempre ao lado da namorada, Montoya diz preferir sempre viajar acompanhado. "Sei que tem muita gente que não pensa da mesma forma, mas acho que ajuda a ficar mais relaxado depois de treinar e ficar cerca de seis horas trabalhando com os mecânicos", diz o piloto, que nos momentos de lazer o que menos faz é falar sobre automobilismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.