Montoya otimista para corrida na Hungria

Apesar do seu retrospecto ruim no GP da Hungria, Juan Pablo Montoya, da Williams, acredita num resultado diferente na prova, dia 24. "Nos dois últimos anos tivemos muitos problemas com o equilíbrio do carro e com os pneus. O carro deste ano aceita bem mais esses circuitos (lentos)." Nos dois anos que disputou a corrida o colombiano largou em 8.º, em 2001, diante do 4.º tempo do companheiro Ralf Schumacher, e em 4.º em 2002, contra 3.º de Ralf. Em 2001 chegou ao fim das 77 voltas em 8.º, enquanto Ralf foi 4.º. Ano passado Montoya classificou-se na 11.ª colocação, ao passo que Ralf foi para o pódio, em 3.º. Nas últimas seis etapas do Mundial, o colombiano venceu duas, foi segundo em três e na outra, terceiro. Soma 65 pontos e espera-se dele, se sua tradição no GP da Hungria mudar, que continue nessa progressão para, nas quatro provas restantes do campeonato, disputar o título com Michael Schumacher, o líder, com 71 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.