Montoya tenta recuperar confiança

O colombiano Juan Pablo Montoya sabe que na sua equipe, a Williams, a compreensão por eventuais fracassos é limitada. "Não colocamos crianças no colo", dizia abertamente Patrick Head, sobre o sobe e desce emocional de Heinz Harald Frentzen no seu time, em 1997 e 1998. Depois de abandonar as corridas de Mônaco e de Montreal, por envolver-se em acidentes, Montoya tem de produzir mais em Nurburgring. Ralf Schumacher está vencendo de longe a concorrência com ele. "Espero que as boas recordações desse lugar possam me ajudar. Em 1998 larguei na pole position na prova de Fórmula 3000 e, com o terceiro lugar, comemorei o título da temporada."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.