Fazry Ismail/EFE/EPA
Fazry Ismail/EFE/EPA

MotoGP cancela etapa da Malásia devido à pandemia de covid-19; Misano substitui

País asiático vive atualmente uma alta nos casos de covid-19; essa é a quarta corrida retirada do calendário na temporada

Redação, Estadão Conteúdo

19 de agosto de 2021 | 12h20

Última das quatro etapas na Ásia previstas inicialmente na temporada 2021 da MotoGP, a Malásia não vai mais receber a principal categoria da motovelocidade neste ano. Depois das corridas na Austrália, Japão e Tailândia, chegou a vez da prova malaia ser retirada do calendário. A Federação Internacional de Motociclismo (FIM, na sigla em francês) anunciou nesta quinta-feira o cancelamento do evento previsto para acontecer em 24 de outubro.

Assim como as demais mudanças na programação, a saída do circuito de Sepang é resultado da pandemia do novo coronavírus. De acordo com a entidade máxima do esporte, a etapa da Malásia teve de ser cancelada por conta das restrições de entrada no país asiático.

A Malásia vive atualmente uma alta nos casos de covid-19. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), nas últimas 24 horas foram registradas mais de 19 mil infecções, elevando o total para quase 1,5 milhão. Além disso, 293 pessoas morreram no último dia, com o total chegando a 13.077. Por conta do nível elevado de infecções, o país está exigindo, além de testes negativos, que visitantes façam quarentena em um local determinado pelo governo.

Além de confirmar a saída da prova malaia, a FIM anunciou que Misano vai acolher a corrida substituta, com uma segunda parada no traçado de San Marino na data original de Sepang.

"FIM, IRTA (Associação Internacional das Equipes de Corrida) e a Dorna Sports lamentam anunciar o cancelamento do GP da Malásia, que estava marcado para acontecer no Circuito Internacional de Sepang entre 22 e 24 de outubro", disse a entidade. "A pandemia de covid-19 em curso e as resultantes restrições de entrada na Malásia obrigam o cancelamento do evento", seguiu.

"O Mundial de MotoGP está ansioso para retornar à Sepang em 2022 para correr diante dos nossos dedicados fãs malaios", afirmou. "A FIM, a IRTA e a Dorna Sports ficam felizes confirmar que a MotoGP vai retornar ao Circuito de Misano Marco Simoncelli de 22 a 24 de outubro, o fim de semana previamente agendado para o GP da Malásia, para um segundo GP na clássica pista italiana. O nome deste evento será anunciado no momento oportuno. A data do GP de San Marino e da Riviera de Rimimi segue inalterada", completou.

A MotoGP volta a acelerar no próximo dia 29 com a etapa da Grã-Bretanha, no circuito de Silverstone. Será a 12.ª das 18 previstas até o final da temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.