Arquivo/AE
Arquivo/AE

Mudança aumenta motivação dos pilotos, diz Ecclestone

Idealizador do projeto, inglês ainda minimizou as queixas das equipes, que se manifestaram contra a alteração

AE, Agencia Estado

18 de março de 2009 | 10h31

A mudança nos critérios de pontuação da Fórmula 1, que dará o título ao piloto que vencer mais provas na temporada, e não ao que necessariamente fizer mais pontos, vai aumentar a emoção nas corridas e a motivação dos pilotos para lutar pela vitória - ao menos na opinião de Bernie Ecclestone, que detém os direitos comerciais da categoria e foi o idealizador da alteração.

Veja também:

forum Vote: O campeão da F-1 deve ser quem vencer mais?

video TV ESTADÃO: Livio Oricchio analisa a mudança no regulamento

linkAssociação de equipes critica mudanças na Fórmula 1

linkBarrichello não gosta da mudança na regra da Fórmula 1

link F-1: pilotos terão de ser mais acessíveis à imprensa e ao público

link FIA cria teto orçamentário para equipes da Fórmula 1

especial Especial: jogue o Desafio dos Pilotos

"Alguém que está em segundo agora vai tentar vencer, é melhor do que pensar que não valeria a pena ultrapassar e correr riscos por causa de dois pontos", afirmou o dirigente, lembrando que a proposta aprovada, que usa o número de pontos apenas como critério de desempate, é apenas um pouco diferente de sua ideia de utilizar o critério olímpico, com medalhas para os pilotos e desempate pelo número de segundos e terceiros lugares. "Mas já é um bom começo", disse, em entrevista à rádio BBC.

Bernie ainda minimizou as queixas das equipes, que se manifestaram contra a alteração. "Toda vez que fazemos mudanças há aqueles que dizem que não vai dar certo. Foi assim quando criamos a regra dos motores por duas corridas", rebateu. "Os pilotos que sabem que podem vencer estão satisfeitos. Os demais nem se importam."

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1FIABernie Ecclestone

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.