Orley Silva/Divulgação
Orley Silva/Divulgação

Mulheres ganham mais espaço na Fórmula Truck em 2011

Débora Rodrigues e Cristina Rosito dizem que os pilotos aprenderam a aceitar a presença feminina

RAFAEL VERGUEIRO , estadão.com.br

26 de fevereiro de 2011 | 10h54

SANTA CRUZ DO SUL -  Começa neste fim de semana em Santa Cruz do Sul (RS) a temporada 2011 da Fórmula Truck. E uma das atrações da categoria é a presença de duas mulheres entre os 23 pilotos: a experiente Débora Rodrigues, da RM Competições, e a estreante Cristina Rosito, da DF Motorsport.

Débora, que ficou famosa em 1997 ao receber o título de ‘Musa dos Sem-Terra’, corre na Truck desde 1998, e, apesar de jamais ter sido campeã, é uma das competidoras mais respeitadas. “Quando cheguei aqui, diziam que eu era piloto de fogão. Realmente eu sou boa no fogão, mas também vou bem na pista”, brinca a corredora.

Para ela, a categoria só não tem mais mulheres por falta de incentivo. “Não é falta de competência, é falta de patrocínio o problema. Porque hoje temos muitas meninas boas surgindo no automobilismo. Em categorias de kart, várias são campeãs.”

Já Cristina, que debuta na F-Truck, mas diz ter 30 anos de experiência no automobilismo, acredita que o mundo da velocidade cada vez mais aceita a presença de mulheres. “E é bom ver isso no melhor evento nesta área que temos no Brasil. Em relação ao público, com certeza a mulher chama mais atenção, mas para mim não faz diferença, quando coloco o capacete só quero superar os adversários.”

A corrida está marcada para domingo, às 13 horas (com Band).

*O repórter viaja a convite da categoria

Veja também:

link Beto Monteiro larga na pole na primeira etapa da Fórmula Truck

link Fórmula Truck confirma prova no México e sonha em correr nos EUA em 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.