Mundial de F-1 pode acabar na próxima etapa

O resultado do GP da Itália fez com que, agora, apenas três pilotos continuem com chances de serem campeões nas duas etapas finais do campeonato, o GP dos Estados Unidos, dia 28, e do Japão, 12 de outubro: Michael Schumacher, da Ferrari, com 82 pontos, Juan Pablo Montoya, Williams, 79, e Kimi Raikkonen, McLaren, 75. O quarto colocado na classificação é Ralf Schumacher, da Williams, com 58. Mesmo que ele vença as duas corridas finais, somando 20 pontos aos 58 que possui, chegaria no máximo a 78. E seu irmão já tem 82. O que Schumacher necessita para conquistar seu sexto título, o quarto seguido, em Indianápolis? Em primeiro lugar, ele só será campeão já se vencer a prova ou mesmo for o segundo colocado. E ainda assim, dependerá do que fizerem Montoya e Raikkonen. Se o alemão da Ferrari vencer, o colombiano da Williams não pode ser mais do que o sexto colocado. Nessa hipótese, Schumacher chegaria a 92 pontos (82 + 10) e Montoya, a 82 (79 + 3). A diferença se elevaria dos atuais 3 pontos para 10 pontos. Como em Suzuka estarão em disputa 10 pontos, ele não poderia empatar com Schumacher? Sim, mas aí entram em cena os critérios de desempate e o primeiro deles é o número de vitórias. Schumacher não tem como sequer ser igualado, já que venceu até agora 5 vezes, diante de 2 vitórias de Montoya e apenas uma de Raikkonen. Mas Schumacher pode vencer em Indianápolis e Montoya classificar-se de sexto para trás ou não marcar pontos. Nesse caso, para o alemão comemorar outro título, Raikkonen não poderia obter o segundo lugar. Schumacher chegaria a 92 e Raikkonen a 83 (75+8). Se for terceiro, o alemão faz a festa, porque Raikkonen somaria 81 (75+6). Outra combinação que define o Mundial a favor de Schumacher é ele classificar-se no GP dos Estados Unidos em segundo lugar e Montoya não terminar, no mínimo, em sétimo. O alemão ficaria com 90 pontos (82 atuais mais 8 da segunda colocação) e Montoya, 81 (79 atuais mais 2 do sétimo lugar). Se Schumacher for segundo e o piloto da Williams oitavo ou não marcar pontos, a definição do campeonato se estende para o Japão se Raikkonen obtiver, no mínimo, o terceiro lugar. O alemão somaria 90 pontos e o finlandês 81 (75+6). Qualquer colocação de Schumacher em Suzuka que não seja primeiro ou segundo, independente do que fizerem Montoya e Raikkonen, prorroga a definição do título para Suzuka.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.