Na Alemanha, Massa tenta superar falhas da última prova

Objetivo do piloto brasileiro é deixar o circuito de Hockenheim com a liderança isolada do Mundial

EFE,

17 de julho de 2008 | 14h39

O circo da Fórmula 1 vai esta semana ao circuito de Hockenheim, palco do Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1, com o brasileiro Felipe Massa encarando a décima etapa da temporada como uma chance de se recuperar dos erros cometidos na Inglaterra há duas semanas.Veja também: Massa não esperava por temporada competitiva na Fórmula 1 Alemão Vettel substitui Coulthard na Red Bull em 2009Além disso, o piloto da Ferrari tentará se manter se manter no topo da tabela. Ele tem 48 pontos e está empatado com o finlandês Kimi Raikkonen, seu companheiro de equipe, e o inglês Lewis Hamilton, da McLaren.Dentro do rodízio com o circuito alemão de Nurburgring, este ano será a vez de Hockenheim receber a categoria. Massa, 13º colocado na Inglaterra, disse que espera fazer uma boa corrida. Em 2006, ele esteve pela última vez no circuito e chegou em segundo - o vencedor foi o alemão Michael Schumacher, então seu companheiro na Ferrari."Já fiz algumas boas corridas em Hockenheim e em 2006 eu estava muito rápido. Espero repetir o bom resultado ou, quem sabe, chegar uma posição à frente", disse o brasileiro ao site oficial da F-1.Entretanto, Raikkonen disse ter um histórico ruim nos circuitos alemães. "As corridas na Alemanha nunca foram boas para mim. Hockenheim e Nurburgring nunca me deram sorte, embora goste dessas pistas", disse o finlandês ao site da categoria.Já Hamilton fará sua primeira prova da F-1 no circuito alemão. O vencedor do GP da Inglaterra só competiu na pista em 2005, pela Fórmula 3 Européia, e em 2006, na GP2.É a mesma situação do polonês Robert Kubica, da BMW. O quarto colocado na tabela, com 46 pontos, participou apenas dos treinos livres de sexta-feira na prova de dois anos atrás.Quem chega animado à Alemanha é o brasileiro Rubens Barrichello. Após o terceiro lugar em Silverstone, o piloto da Honda vai disputar a corrida no palco de sua primeira vitória na F-1, em 2000.Já Nelsinho Piquet, da Renault, disse que pretende marcar pontos e prevê uma intensa luta por posições no pelotão intermediário. "Como sempre, estaremos lutando para chegar nos pontos. Estou muito motivado. Acho que a briga no pelotão intermediário vai ser incrivelmente intensa novamente", disse o piloto ao site da F-1.Nos bastidores da categoria, a novidade é a confirmação da ida do alemão Sebastian Vettel para a Red Bull em 2009. O piloto da Toro Rosso vai substituir o escocês David Coulthard, que deixará a categoria no final do ano.Os treinos livres desta sexta serão realizados às 5h e 9h de Brasília. Já a definição do grid está programada para às 9h no sábado, mesmo horário da prova no domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.