Andreu Dalmau/EFE
Andreu Dalmau/EFE

Na curva final, Rossi supera Lorenzo e embola MotoGP

Italiano rouba vitória em Barcelona, terra natal do rival, e empata na liderança do campeonato

AE, Agencia Estado

14 de junho de 2009 | 10h31

O italiano Valentino Rossi mostrou neste domingo, no Circuito da Catalunha, porque é dono de oito títulos mundiais e considerado o maior piloto da história do motociclismo. Com uma manobra improvável, ele superou o espanhol Jorge Lorenzo na última curva da volta final, e conquistou na sexta etapa do Mundial a sua segunda vitória no campeonato.

A disputa entre os dois pilotos da Yamaha estendeu-se por todo o fim de semana, desde os treinos livres. No grid, Lorenzo ficou com a pole, mas a vantagem não significou muito. Desde as primeiras voltas, os dois andaram sempre juntos.

No primeiro terço da corrida, Rossi e Lorenzo tiveram companhia do australiano Casey Stoner, da Ducati. Mas com o tempo abriram distância, transformando a briga pela vitória em um duelo particular da montadora japonesa.

Nas cinco voltas finais, a disputa que já era intensa tornou-se ainda mais emocionante. Uma série de troca de posições deixou o público em pé nas arquibancadas em Barcelona. A três voltas do fim, Rossi passou Lorenzo por fora, no fim da reta, em manobra de extrema precisão.

O espanhol devolveu a ultrapassagem na volta seguinte, e os dois abriram a última passagem sem nenhuma definição sobre um possível vencedor. Lorenzo começou a volta na frente, e conseguiu segurar Rossi até o terço final.

Foi então que o italiano resolveu arriscar em busca da vitória. Rossi tentou por fora, por dentro e chegou a colocar um dos pés no chão em uma freada. Mas na última curva, mergulhou pelo lado interno da pista, sem chances para reação de Lorenzo.

O cronômetro registrou diferença de 0s095 entre os dois na linha de chegada. Para Rossi, os milésimos garantiram cinco pontos a mais na classificação - em vez dos 20 atribuídos ao segundo lugar, ele ficou com 25. Casey Stoner completou o pódio na terceira posição e somou 16.

O resultado criou uma situação inédita na história da MotoGP. Após seis corridas, Rossi, Lorenzo e Stoner têm 106 pontos no campeonato. Eles empatam, também, no número de vitórias - cada um tem dois primeiros lugares. O italiano leva vantagem devido a seus outos resultados na temporada.

Etapa da Catalunha, resultado final:

1.º - Valentino Rossi (ITA/Yamaha), 25 voltas

2.º - Jorge Lorenzo (ESP/Yamaha), a 0s095

3.º - Casey Stoner (AUS/Ducati), a 8s894

4.º - Andrea Dovizioso (ITA/Honda), a 8s936

5.º - Loris Capirossi (ITA/Suzuki), a 19s831

6.º - Dani Pedrosa (ESP/Honda), a 22s182

7.º - Colin Edwards (EUA/Yamaha), a 23s547

8.º - Randy de Puniet (FRA/Honda), a 25s265

9.º - Mika Kallio (FIN/Ducati), a 31s797

10.º - Nicky Hayden (EUA/Ducati), a 33s593

11.º - Chris Vermeulen (AUS/Suzuki), a 36s683

12.º - Alex de Angelis (RSM/Honda), a 36s874

13.º - James Toseland (GBR/Yamaha), a 39s433

14.º - Marco Melandri (ITA/Kawasaki), a 44s788

15.º - Sete Gibernau (ESP/Ducati), a 46s754

Campeonato, após 6/17 etapas:

1.º - Valentino Rossi (ITA), 106 pontos

2.º - Jorge Lorenzo (ESP), 106

3.º - Casey Stoner (AUS), 106

4.º - Andrea Dovizioso (ITA), 69

5.º - Daniel Pedrosa (ESP), 67

6.º - Colin Edwards (EUA), 54

7.º - Marco Melandri (ITA), 50

8.º - Loris Capirossi (ITA), 49

9.º - Randy de Puniet (FRA), 42

10.º - Chris Vermeulen (AUS), 42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.