Reuters
Reuters

Na Espanha, Quartararo desbanca Viñales e faz a 1ª pole da temporada da MotoGP

Piloto da Yamaha SRT anotou o tempo de 1min36s705 e estabeleceu um novo recorde para o traçado

Redação, Estadão Conteúdo

18 de julho de 2020 | 11h20

Depois de um longo período de espera em razão da pandemia do novo coronavírus, a corrida de abertura da temporada de 2020 da MotoGP será neste domingo e terá o francês Fabio Quartararo como pole position na etapa da Espanha, disputada em Jerez de la Frontera.

O piloto da Yamaha SRT anotou o tempo de 1min36s705, estabeleceu um novo recorde para o traçado e desbancou por 0s139 o espanhol Maverick Viñales, da Yamaha, para largar em primeiro na prova de abertura da temporada. Foi a sua décima pole na carreira.

Atual tetracampeão e dono de seis títulos mundiais, Marc Márquez, da Honda, chegou em terceiro e completa a primeira fila do grid de largada inaugural de 2020. O espanhol quer ampliar seu domínio na maior categoria da motovelocidade mundial e vai em busca do seu sétimo título. Ele havia sido o mais rápido no primeiro dia de treinos.

O italiano Francesco Bagnaia, da Pramac, conseguiu seu melhor resultado no grid e vai largar na quarta posição, logo à frente do companheiro australiano Jack Miller. Este que, por sua vez, foi 0s001 mais rápido que o inglês Cal Crutchlow, da LCR Honda, que largará em sexto.

O espanhol Pol Espargaró, da Red Bull KTM, vai sair da sétima colocação, seguido pelo italiano Andrea Dovizioso, que caiu nos minutos finais da sessão. O piloto da Ducati ainda se recupera de uma cirurgia na clavícula esquerda, e ficou na oitava posição.

Completam a relação dos dez primeiros colocados o espanhol Álex Rins, da Suzuki, que também caiu no treino de classificação, e o italiano Franco Morbidelli, pilotando a Yamaha SRT. O veterano supercampeão Valentino Rossi, de 41 anos, sairá da 11ª posição. Ele afirmou recentemente que quer seguir na MotoGP em 2021.

A corrida em Jerez de la Frontera, na Espanha, que abre a temporada da principal categoria da motovelocidade, atrasada por conta da pandemia, está agendada para as 9 horas (de Brasília) deste domingo.

O calendário da MotoGP prevê etapas restritas ao continente europeu. Serão 13 corridas em 18 finais de semana. Depois de Jerez, que recebe também a prova da Andaluzia, as motos vão para a República Checa (Brno), seguem para a Áustria (GP da Áustria e Estíria) e chegam a Misano, na Itália (GPs de San Marino e da Riviera).

Depois a MotoGP vai para a Catalunha e França, antes de ter as etapas de Aragão e Teruel, também na Espanha. Valência fecha a temporada com os GPs da Europa e da Comunidade Valenciana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.