Na GP2, show de Xandy Negrão

O italiano Gianmaria Bruni, da equipe Coloni, venceu neste sábado, no Circuito da Catalunha, a terceira etapa do Campeonato da GP2, primeira categoria abaixo da Fórmula 1. Em segundo ficou o veloz norte-americano Scott Speed, da Isport International, um segundo e 203 milésimos atrás, enquanto a nova estrela ascendente do automobilismo, o finlandês Heikki Kovalaine, da Arden, completou o pódio depois de largar em 11º.O grande nome da corrida, contudo, foi de um brasileiro, Xandy Negrão. O piloto da Hitech Piquet Sports errou na classificação, sexta-feira, e ficou apenas em 22º, penúltimo. Neste sábado, recebeu a bandeirada em oitavo, e em razão da inversão de posições do oitavo até o primeiro colocado para a definição do grid na etapa deste domingo, na mesma pista, Xandy largará na pole position. Nelsinho Piquet, seu companheiro, largou em quarto e terminou em quinto. Xandy comentou seu notável desempenho: "Eu não sei direito o que aconteceu, o pessoal depois da largada parece que tirou o pé do acelerador. O que sei é que no fim da primeira volta eu já estava em 13º." A estratégia da Hitech Piquet Sports foi ousada: tanto Xandy quanto Nelsinho estiveram entre os últimos a fazer o pit stop obrigatório, próximo já da bandeirada, na 40ª volta. "Coloquei pneus novos e, claro, o carro melhorou muito. Acho que temos de pensar se vale a pena permanecer com os pneus velhos tanto tempo", disse Xandy. Neste domingo ele estará na posição de honra do grid, em primeiro. A corrida começa às 6h30 (horário de Brasília) e terá 18 voltas. "Não será fácil para mim, não estamos em Ímola, aqui dá para ultrapassar." O carro da equipe de Xandy e Nelsinho ainda não está no nível dos melhores, como os da Arden, que tem larga experiência na Fórmula 3000 e já chegou até ao título.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.