Na pole, Hamilton agradece equipe pelo acerto do carro

Após ser apenas o nono colocado nos treinos livres de sexta-feira, o inglês Lewis Hamilton conseguiu neste sábado a pole position do GP de Cingapura de Fórmula 1. Segundo ele, essa evolução só foi possível graças ao trabalho da equipe McLaren, que se dedicou bastante para fazer o acerto do carro.

AE, Agencia Estado

26 de setembro de 2009 | 15h37

"Mexemos bastante no acerto. Os treinos de sexta-feira não foram espetaculares para mim, mas cheguei hoje com uma expectativa positiva e agradeço muito a equipe. Eles trabalharam até as dez da manhã reconstruindo o carro", contou Hamilton. "Tivemos problemas, trocamos o chassi. Mas o pessoal da equipe fez um grande trabalho."

Ao conquistar a sua terceira pole position na temporada, e a 16ª na carreira, Hamilton espera poder apagar em Cingapura a frustração pelo resultado da última etapa da Fórmula 1, há duas semanas, em Monza. Na ocasião, ele forçou demais o ritmo para tentar terminar a prova na segunda posição e acabou batendo na última volta, ficando sem pontuar.

"Foi muito duro comigo na última prova, mas acho que merecia", disse Hamilton, ao lembrar do seu erro no GP da Itália. "Gostaria agora de melhorar a situação com um bom resultado", completou o inglês, consciente de que, como larga na pole position neste domingo, tem chances de sair de Cingapura com a vitória.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP de CingapuraHamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.