Na volta, Schumacher é o mais rápido

Depois de ficar quase três meses sem pilotar um carro de Fórmula 1, Michael Schumacher voltou às pistas nesta terça-feira, ao treinar o modelo F2004 da Ferrari no Circuito da Catalunha, em Barcelona. E, embora os tempos não sejam relevantes, em razão das condições distintas de cada carro, o dono de 7 títulos mundiais foi o mais rápido do dia.Apesar do asfalto novo, sem borracha e escorregadio, Ferrari, Williams, Red Bull e Toyota decidiram permanecer no Circuito da Catalunha. Já as equipes Renault, BAR e Sauber transferiram seus testes para Valência, também na Espanha.Schumacher treinou com a Ferrari do ano passado, equipada com alguns componentes do modelo que estreará apenas no GP da Espanha, dia 8 de maio. Nos próximos dias, Luca Badoer e Marc Gene, os pilotos de testes da equipe, começam a testar, em Fiorano, na Itália, com a Ferrari F2004B, que será usada nas quatro primeiras etapas do Mundial, ou seja, o carro do ano passado adaptado às mudanças do regulamento para a temporada que começa dia 6 de março na Austrália.Nesta terça-feira, Schumacher completou 86 voltas no traçado de 4.627 metros, sendo a melhor delas em 1m15s461. A pole position do último GP da Espanha, dia 9 de maio, nessa mesma pista, ficou com ele mesmo, com o tempo de 1m15s022.Polêmica - Enquanto isso, Schumacher recebeu críticas em seu país, por conta da doação que fez às vítimas da Tsumani na Ásia. Franz Muentefering, presidente do partido Social Democrata da Alemanha, o mesmo do primeiro-ministro Gerhard Schroeder, foi quem o atacou. "Não gosto de ver alguém doar 7,5 milhões de euros (cerca de US$ 10 milhões) e não pagar impostos?, afirmou o político, lembrando que o piloto mora na Suíça, para fugir do fisco alemão. "Prefiro pessoas que têm pouco dinheiro e doem apenas 2 euros."Disputa interna - Também nesta terça-feira, em Barcelona, Mark Webber e Antonio Pizzonia, da Williams, treinaram com carro híbrido e obtiveram o segundo e terceiro tempos do dia, 1m17s137 (86) e 1m17s357 (75), respectivamente.E, mais uma vez, Webber falou demais. "Sei quem será o meu companheiro de equipe", afirmou o australiano, durante entrevista com a imprensa inglesa. A questão é que a Williams vai anunciar o seu outro piloto apenas no dia 31, no lançamento do modelo FW27, em Valência.Pizzonia e o alemão Nick Heidfeld lutam pela vaga. As possibilidades maiores ainda são de Frank Williams decidir-se por começar o campeonato com o brasileiro.Confira os tempos na Catalunha:1) Michael Schumacher (Ferrari) - 1m15s461 2) Mark Webber (Williams) - 1m17s137 3) Antonio Pizzonia (Williams) - 1m17s357 4) Jarno Trulli (Toyota) - 1m18s392 5) David Coulthard (Red Bull) - 1m18s449 6) Vitantonio Liuzzi (Red Bull) - 1m19s389 7) Ralf Schumacher (Toyota) - 1m19s961

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.