Diego Azubel/ EFE
Diego Azubel/ EFE

'Não faço ideia de como será o fim de semana', diz Alonso

Espanhol refere-se ao comportamento de sua McLaren na China

Estadão Conteúdo

09 de abril de 2015 | 14h00

A temporada começou para o espanhol Fernando Alonso somente na segunda etapa, no GP da Malásia, dia 29 de março. Fora do GP da Austrália após o grave acidente que sofreu nos testes de pré-temporada em Barcelona, o piloto teve pouco tempo para coletar informações de sua McLaren nessa volta à equipe. Para piorar, ainda precisou abandonar a prova em Sepang. Por isso, avaliou que não tem como prever como seu carro se comportará no GP da China, este fim de semana, em Xangai.

"Para ser honesto, eu não tenho ideia de como será o fim de semana. Nós simplesmente não temos referências. Acho que o fim de semana será novamente momento de muito aprendizado, entender as características do carro, as mudanças de ajuste, e, claro, a confiança", declarou. "Encontrar respostas é o meu objetivo principal neste fim de semana."

Mas não é só a falta de informações sobre seu carro que deixa Alonso apreensivo para o GP da China. O piloto lembrou que a McLaren de seu companheiro, Jenson Button, também precisou abandonar na Malásia. Além disso, nenhum piloto repetiu a classificação da primeira prova, na Austrália, na segunda, em Sepang.

"Nós paramos os dois carros na Malásia e agora estamos com algumas mudanças em relação àquela corrida, então há muitas questões para o fim de semana", comentou. "Cada uma das duas corridas da temporada foi diferente para todas as equipes. Depende do desenho da pista e das condições, ou dos pneus, então ainda há muitas coisas que não sabemos. Vamos esperar para ver." Além de ter que abandonar na Malásia, Alonso viu sua ex-equipe, a Ferrari, subir no lugar mais alto do pódio com Sebastian Vettel. O resultado, no entanto, não fez o espanhol se arrepender da troca. Pelo menos não por enquanto.

"Fiquei na Ferrari cinco anos, terminando com o vice em três campeonatos, então decidi que não queria terminar nessa posição uma quarta vez. Se eles vencerem o campeonato, bem, aí provavelmente terei uma opinião diferente. Se eles terminarem em segundo ou terceiro, então estarei satisfeito com minha decisão", apontou Alonso.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da ChinaFernando Alonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.