Boris Horvat/ AFP
Boris Horvat/ AFP

Nasr comemora pontos ganhos em Mônaco; Massa reclama do início

Piloto da Sauber tem 16 pontos na nona colocação do mundial

Estadão Conteúdo

24 de maio de 2015 | 15h33

As reações dos pilotos brasileiros da Fórmula 1 após o GP de Mônaco neste domingo eram bem distintas. Enquanto Felipe Nasr comemorava muito seu nono lugar na classificação final, após uma corrida difícil para a Sauber, Felipe Massa reclamava do acidente logo no início da prova, que o levou ao seu pior resultado na categoria, 15º lugar, desde julho do ano passado.

"Foi uma grande corrida e estou feliz por ter pontuado novamente. É um sentimento incrível, ser recompensado depois de um fim de semana tão difícil. Foi uma corrida exaustiva, fiz o meu melhor para extrair o melhor do carro", declarou Nasr. "A equipe fez um grande trabalho ao escolher a estratégia correta e ao me chamar para o pit stop nos momentos adequados. Os pontos são para todos na equipe", completou o brasileiro da Sauber, que pontua pela terceira vez na temporada, chegando aos 16 pontos, na nona colocação na classificação do Mundial de Pilotos.

Já para Felipe Massa, o GP de Mônaco deste domingo é algo para ser esquecido. O piloto da Williams largou em 12º, mas na primeira volta ele teve um toque com Pastor Maldonado, ainda na primeira curva, fez uma volta lenta até os boxes com os pneus furados e acabou voltando para a corrida com uma volta de desvantagem.

Na prova, o piloto da Williams não conseguiu superar os desafios de seu carro e chegou em 15º, seu pior resultado desde julho do ano passado. Na ocasião, Massa abandonou no GP da Alemanha, após um acidente logo na largada. Seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, que largou em 15º, também não conseguiu ganhar muito terreno durante a corrida e ficou de fora da zona de pontos, em 14º lugar.

"Hoje (domingo) foi um dia muito frustrante e uma corrida para esquecer. A corrida acabou efetivamente para mim na primeira volta. O pit stop me deixou bem atrás do grupo de carros que brigavam por alguma coisa e gastei o resto da corrida olhando para bandeiras azuis", analisou Massa.

Sobre o andamento da Williams na campeonato, Massa acredita que seu carro pode brigar pelas primeiras posições novamente. "O carro não teve a sua performance habitual durante todo o fim de semana aqui (em Mônaco), mas sabemos que temos de olhar para as pistas do Canadá e da Áustria que se encaixam melhor em nosso carro. Devemos voltar a brigar pela ponta", completou o brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.