Imre Foeldi/EFE
Imre Foeldi/EFE

Nelsinho diz que pode não terminar temporada pela Renault

Brasileiro reconhece possibilidade de ser demitido pela escuderia francesa antes do término do campeonato

EFE,

23 de julho de 2009 | 15h43

HUNGARORING - O brasileiro Nelsinho Piquet reconheceu nesta quinta-feira o risco de ser demitido pela Renault antes do fim da atual temporada da Fórmula 1.

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

Apesar do fraco desempenho em 2009 e das especulações sobre sua saída, o piloto foi confirmado pela equipe no Grande Prêmio da Hungria, neste fim de semana.

"Vou fazer meu trabalho e deixar meu pai (o tricampeão mundial Nelson Piquet) cuidar do resto. O problema é que, hoje em dia, um contrato não significa muito na F-1. Vimos vários casos de pilotos que tiveram compromissos rompidos pelas equipes. A única coisa que posso fazer é dar o meu melhor na pista", disse.

Nelsinho também comentou as comparações de seu desempenho com o do espanhol Fernando Alonso, seu companheiro de equipe.

"Neste esporte, os pilotos têm que saber lidar com estas pressões e todo tipo de coisa. Mas eu diria que a tensão foi maior na temporada em que Lewis Hamilton era companheiro de Alonso, pois ambos lutavam pelo título", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Nelsinho PiquetRenaultFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.