Nelsinho Piquet almeja vaga de Montoya

O terceiro lugar no Campeonato Inglês de Fórmula 3 e o convite para testar um carro da Williams de Fórmula 1 foram os maiores passos que Nelsinho Piquet deu em sua carreira. Em 2004, o herdeiro do tricampeão mundial Nelson Piquet quer levar o título da categoria inglesa e ser confirmado como piloto de testes da Williams - para no fim da temporada da F1 assumir a vaga de Juan Pablo Montoya, que vai para a McLaren em 2005.Nesta terça-feira, em São Paulo, Nelsinho e seu pai falaram da temporada 2003 e das expectativas para o ano que vem. No começo do mês, o piloto de 18 anos fez um teste na Williams. "Foi um pouco difícil me adaptar porque é muito diferente: um F3 tem 230 cavalos; um carro de F1 chega quase a 900", contou.O piloto negou que já tenha contrato com a Williams. "Não é bem um contrato. São só uns acordos que todos os pilotos têm de assinar antes de fazer teste. Seria maravilhoso poder correr a F3 inglesa, seguir como piloto de testes da Williams e no fim da temporada assumir o lugar do Montoya", admitiu.O pai pensa diferente: "O Nelsinho só irá assinar contrato quando for correr. Antes disso não tem necessidade. Estou ajudando meu filho no caminho das pedras, mas é ele quem decide o que quer fazer."O estilo Piquet voltou à cena quando o campeão de 1981/83/87 foi questionado sobre a disputa do filho com o finlandês Nico Rosberg (filho de Keke Rosberg, campeão mundial de 1982) pela vaga de piloto de testes da Williams. "Comparar o Nico com o Nelsinho é a mesma coisa que comparar o Keke comigo. O que o Nico fez na F-3? Porcaria nenhuma", atacou.Para 2004, Nelsinho fará condicionamento físico específico para a Fórmula 1. "Treinava três vezes por semana em Brasília e fiquei em um nível bom para a F3. Só que a F1 é muito mais agressiva e senti um pouco o desgaste físico. É por isso que nas férias vou me esforçar", explicou.Depois que o filho chegar à maior categoria do automobilismo mundial, Piquet pretende acabar com a equipe que montou para Nelsinho correr na F-3. "Quando chegamos na Inglaterra, teve gente que riu de nós, mas lá pela terceira corrida ninguém mais ria", disse o tricampeão.No fim da entrevista coletiva, Nelsinho desejou Boas Festas a todos. Mas Piquet pai não perdeu a chance: "Viram como ele é ?melhorado?? Se fosse eu, mandava todos a...", afirmou, bem-humorado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.