Divulgação
Divulgação

Nelsinho Piquet comemora 2.º lugar na Nascar Truck Series, em Nashville

Brasileiro conquista o melhor resultado de um piloto do País na categoria; Paludo é 27.º após batida

estadão.com.br

23 de abril de 2011 | 15h50

SÃO PAULO - Nelsinho Piquet conquistou neste sábado, nas 200 milhas de Nashville, o melhor resultado de um piloto brasileiro na Nascar Truck Series. O ex-piloto da Renault na Fórmula 1 terminou em segundo lugar a prova vencida pelo veterano Kyle Busch, que não marca pontos no campeonato porque disputa a Cup Series, principal divisão da Stock Car norte-americana.

O resultado foi conquistado já a partir dos treinos, onde ele alinhou no quarto lugar (a melhor posição entre as quatro picapes de seu time) e permaneceu a prova toda entre os top-10.

"Mais do que o segundo lugar, essa prova valeu muito pelo aprendizado. Senti que, com a pista melhorando, o carro foi ficando mais dianteiro e acho que melhor que os outros", avaliou Nelsinho, que a manobra decisiva após a relargada na volta 148, das 150 previstas, passando da quarta para a segunda colocação.

"Aprendi uma manobra nova, para passar por fora. E aprendi também que para passar aqui é preciso planejar  a ultrapassagem para se posicionar da melhor maneira. Não é só frear mais dentro da curva, como eu fiz em todas as categorias em que corri até hoje", comentou o brasileiro.

Ele destacou também que uma corrida sólida como a que fez em Nashville é importante para conquistar respeito dentro da categoria. "É muito importante mostrar maturidade e também que a equipe perceba que eu sou capaz. Isso levanta a auto-estima de todo mundo. Não é fácil vir do automobilismo europeu e chegar andando rápido, mesmo com um equipamento bom como o que eu tenho."

Com o resultado, ele é agora o 17.º colocado no campeonato de pilotos, com 116 pontos (71 atrás do líder). De quebra, o truck número 8 subiu para 21.º lugar na disputa entre os proprietários. Apenas os 25 mais bem colocados nessa lista têm lugar garantido entre os 36 que largam em cada prova, mesmo que tenham um problema na qualificação.

"Tivemos um começo de ano muito complicado, mas eu sabia que os resultados viriam nas pistas mais rápidas. Na prática, a temporada começou agora para mim. Espero corridas melhores e melhores no resto do ano. Estou sem palavras", declarou Nelsinho Piquet, sem disfarçar a emoção, para a TV americana logo depois de sair de sua picape.

A próxima etapa da Nascar Truck Series será em outra pista de concreto, como a de Nashville: no dia 13 de maio, em Dover. A temporada de 2011 terá 25 provas. Começou no dia 18 de fevereiro, em Daytona, e termina em 18 de novembro, em Homestead (Miami). A corrida de Nashville foi a quinta da temporada.

Choque. A chance do brasileiro Miguel Paludo conquistar mais um resultado positivo acabou na volta 55, quando andava entre os 18 primeiros e foi atingido pelo carro de Todd Bodine enquanto entrava no box para sua primeira parada. Apesar de não abandonar a corrida, o carro do brasileiro ficou danificado o suficiente para atrapalhar sua prova.

"Eu estava em um ritmo muito bom e tenho certeza que conquistaria mais posições até o final da corrida. Infelizmente o desempenho do meu carro ficou comprometido com o choque", diz Paludo, que ainda terminou em 27.º. "Como já aconteceu em outras provas, mesmo depois de um acidente que prejudica o carro, nosso objetivo foi ficar na pista e trazer o máximo de pontos, já que o campeonato é longo, com 25 provas", afirmou o brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.