Nelsinho Piquet diz que teve sorte para chegar ao pódio

O piloto brasileiro Nelsinho Piquet, da Renault, admitiu que teve sorte ao conquistar o segundo lugar no Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1, realizado neste domingo, em Hockenheim. Depois de largar na 17ª colocação, o filho do tricampeão mundial Nelson Piquet contou com a entrada do safety car para fazer apenas uma parada no box e pular para as primeiras posições. Nelsinho admitiu que se surpreendeu com o ritmo do carro nas voltas finais, mas afirmou que fez uma "estratégia flexível", mudando-a de acordo com as circunstâncias da corrida. Ele também disse que preferiu não forçar para segurar a liderança quando foi pressionado pelo inglês Lewis Hamilton, da McLaren, o vencedor da corrida. "O carro estava muito rápido no final com pneu mole. Só tive de tomar cuidado com Felipe (Massa, o terceiro colocado) para não chegar perto. Até deixei o Lewis passar com certa felicidade para não ter perigo de perder o 2º lugar ou até mesmo o pódio", completou Nelsinho, que estreou neste ano na Fórmula 1 e conseguiu agora, na Alemanha, o seu primeiro pódio. O Brasil não via dois pilotos subirem ao pódio da Fórmula 1 desde 1991. A última vez tinha sido na Bélgica, quando Ayrton Senna venceu e Nelson Piquet chegou em terceiro lugar. Mas Massa e Nelsinho acabaram com esse jejum neste domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.