Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Nelsinho Piquet é o destaque em Corby

O piloto brasileiro Nelsinho Piquet foi muito bem neste domingo no autódromo de Rockingham, na cidade de Corby, Inglaterra. Estavam em disputa duas etapas, a 15ª e a 16ª, da principal categoria-escola do automobilismo mundial, a Fórmula 3 Inglesa. Na primeira, Nelsinho venceu de ponta a ponta, foi até sem graça; na outra prova, no entanto, três horas e meia depois, ele largou mal, de segundo caiu para quarto, mas se recuperou e, ousado, partiu para cima dos adversários. Chegou na segunda posição, muito próximo do vencedor, o britânico Jamie Green, seu maior concorrente na competição. De quebra, o brasileiro fez as melhores voltas das duas etapas, garantindo mais dois pontos na classificação. Com os resultados, Nelsinho Piquet chegou a 150 pontos, sete a menos que Jamie Green (a diferença até domingo era de 20 pontos). O líder isolado é o sul-africano Alan Van der Merwe, com 238. Minutos depois de ganhar a 15ª etapa, Nelsinho deixou o carro e foi correndo ligar para o pai, o tricampeão mundial na F-1, Nelson Piquet, que está no Brasil e que pela primeira vez não pôde acompanhar as corridas do filho na F-3 Inglesa - perdeu assim a melhor apresentação do piloto. "Ele já sabia da vitória (alguém da equipe já tinha contado)", lamentou o piloto. Horas depois, Nelsinho fez sua melhor corrida na temporada. Logo na primeira reta, perdeu duas posições, mas se recuperou. Nem as duas entradas do safety car foram capazes de conter o ímpeto do garoto, que voou na pista, tocou a roda no terceiro lugar, o piloto de Mônaco, Clivio Piccione, antes de ultrapassá-lo e por pouco não escapou na grama momentos antes de partir para cima do até então segundo colocado, o austríaco Will Power. Confiante na atual fase, Nelsinho acredita que naturalmente vai superar Green na classificação do campeonato. "Ele só ganhou vantagem por erros nossos durante a competição. Agora, se eu mantiver o rendimento que venho tendo, logo fico com a segunda posição", garantiu. E o primeiro lugar, ainda dá para pegar ou está muito distante (o líder tem 88 pontos de vantagem sobre o brasileiro)? "Quem garante que ele (Van der Merwe) não vai quebrar em todas daqui para a frente? Se eu for ganhando pontos, posso até ser campeão sim, porque não?" A euforia do brasileiro se justifica. Nelsinho tem apenas 18 anos, está em seu primeiro ano na categoria, correndo na também em fase de aprendizagem Piquet Sports, equipe criada por seu pai exclusivamente para servir de escada para o filho chegar à Fórmula 1. As pretensões da equipe para este ano eram modestas, não se esperava sequer uma vitória. Nelsinho já venceu três provas na temporada, conquistou seis pole positions e pontuou em 12 das 16 etapas (são 24 no total). As duas próximas etapas serão disputas no dia 17, na cidade de Thruxton (ING).

Agencia Estado,

03 de agosto de 2003 | 16h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.