Nelsinho realiza bom treino com a Williams

A experiência adquirida no primeiro teste com o carro de Fórmula 1 da Williams, mês passado, em Jerez de la Frontera, ajudou muito a Nelsinho Piquet realizar um bom trabalho hoje no Circuito da Catalunha, pista que desconhecia. "Estou bastante satisfeito porque tenho certeza de que me saí bem hoje", disse o piloto de 18 anos. O filho de Nelson Piquet, presente no teste, completou 67 voltas com o modelo 2003 da Williams, FW25, e na melhor estabeleceu 1min16s431, décima dentre os 14 que treinaram. "Fiquei à frente de vários pilotos titulares em suas equipes", lembrou Nelsinho. Os quatro pilotos que obtiveram tempos piores faziam experiências de ajustes em seus novos carros: 11.º Cristiano da Matta, Toyota, 1min16s610 (72 voltas); 12.º Pedro de la Rosa (McLaren), 1min16s875 (12); 13.º Giancarlo Fisichella (Sauber), 1min17s153 (30) e Kimi Raikkonen (McLaren), 1min17s315 (23). "Desta vez estava bem mais tranquilo, o que ajudou a me manter sempre concentrado", explicou o piloto que irá disputar a Fórmula 3 inglesa novamente este ano. As condições eram diferentes, mas Nelsinho conseguiu uma marca 55 centésimos de segundo melhor que a de Nico Rosberg, com o mesmo carro, mês passado. Quinta-feira o brasileiro volta a testar o FW25 da Williams. O mais veloz do dia foi Takuma Sato, com o carro híbrido da BAR, com 1min13s797 (76). Mas o resultado tem pouca relevância, apesar do sensível avanço técnico da equipe, porque Sato estava com o carro leve, pouca gasolina, conforme admitiu. Mais significativo foi o segundo tempo e a constância do talentoso Fernando Alonso com o novo Renault R24, 1min14s687 (71). O time francês, apesar de ter perdido o diretor-técnico para a Toyota, Mike Gascoyne, e estar iniciando o desenvolvimento do novo motor V-10 dá sinais evidentes de ter construído um carro muito veloz, ainda que sua resistência em provas disputadas sob calor intenso possa ser questionada, pela linha afunilada em extremos de todo o conjunto traseiro. Marc Gené com a nova Williams fez o terceiro tempo, 1min15s129 (52), seguido por Ralf Schumacher, também com FW26, 1min15s206 (77). Com a surpreendente BAR-Honda 006 Button fez 1min15s462, quinto. Alguns problemas só lhe pemitiram completar 26 voltas. Rubens Barrichello trabalhou com a Ferrari F2003-GA, testando pneus para a Bridgestone. Os primeiros usavam, hoje, Michelin. Rubinho obteve 1min15s779 (69), sétimo. Amanhã, enquanto os testes prosseguem no Circuito da Catalunha, Michael Schumacher irá treinar com a nova Ferrari, F2004, em Ímola, Itália.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.