Frederic J. Brown/AFP
Frederic J. Brown/AFP

Nelsinho vence em Long Beach na Fórmula E e repete feito do pai

Nelson Piquet conquistou corrida no mesmo local há 35 anos na F-1

Estadão Conteúdo

04 de abril de 2015 | 21h46

O Brasil volta a festejar uma vitória especial no automobilismo. Como o pai fez 35 anos atrás, em 1980, ao vencer a primeira prova na Fórmula 1, Nelsinho Piquet venceu a etapa de Long Beach de Fórmula E. Com a vitória, Piquet se torna o sexto vencedor em seis provas da temporada da Fórmula E deste ano.

Nelsinho Piquet iniciou a corrida em terceiro lugar e saltou logo para a frente de Nicolas Prost e Daniel Abt, que fez a pole, de forma impressionante. Com Abt e Prost atrás, Jean-Éric Vergne foi rápido e passou outro brasileiro, Lucas Di Grassi. Nelsinho continuava na ponta.

A corrida ganhou em emoção com a rodada de parada nos boxes, na volta 22. Enquanto Senna ficou na pista e foi para a liderança, Piquet conseguiu voltar antes dos outros primeiros colocados que também haviam parado. Abt perdeu a segunda posição para Vergne.

Na volta 32, Sébastien Buemi recebeu uma punição por ter usado mais energia que o permitido, deixando o caminho livre para Di Grassi assumir o terceiro lugar. Vergne, com boa vantagem na segunda colocação, não se aproximava de Piquet.

Como em 1980, quando Piquet venceu e Emerson Fittipaldi foi terceiro colocado, dessa vez a vitória de Nelsinho veio com Lucas Di Grassi completando o pódio. Além disso, Di Grassi reassumiu a liderança do campeonato com apenas um ponto de vantagem para Piquet, 75 a 74. O terceiro colocado da Fórmula E é Nicolas Prost, com 60 pontos.

O quarto lugar foi ocupado por Buemi, que conseguiu se manter pontuando bem sem correr tantos riscos, enquanto Bruno Senna garantiu a quinta colocação. Os três brasileiros ficaram entre os cinco melhores.

A próxima etapa da Fórmula E ocorre em 34 dias, em 9 de maio, no principado de Mônaco, em Monte Carlo, quando a categoria entra de vez no continente europeu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.