Luca Bruno/ AP
Luca Bruno/ AP

No Bahrein, Hamilton vence seu 3º GP no ano; Massa fica em 10º

Brasileiro larga dos boxes e soma um ponto; Nasr termina em 12º

FELIPE ROSA MENDES, Estadão Conteúdo

19 de abril de 2015 | 14h09

O inglês Lewis Hamilton foi soberano no GP do Bahrein e conquistou neste domingo a terceira vitória em quatro corridas disputadas na temporada 2015 da Fórmula 1. Desta vez o atual campeão, que protagonizou boas disputas com Sebastian Vettel nas últimas provas, teve a companhia do outro piloto da Ferrari no pódio. O finlandês Kimi Raikkonen passou o alemão Nico Rosberg na penúltima volta e terminou em segundo. Felipe Massa foi o 10º colocado e Felipe Nasr, o 12º.

Hamilton largou na pole position e venceu a prova de ponta a ponta - sua 36ª vitória na carreira. Chegou aos 96 pontos no Mundial de Pilotos, ampliando a vantagem na liderança. Rosberg assumiu o segundo lugar, agora com 66, desbancando Vettel por apenas um ponto. Raikkonen subiu para o quarto posto, com 42, e empurrou Massa para o quinto lugar, com 31 pontos. O brasileiro largou dos boxes após ter problemas em sua Williams na volta de apresentação.

Na melhor corrida do ano até agora, o destaque foi Raikkonen, que não subia ao pódio desde o GP da Coreia do Sul de 2013. Neste domingo ele brigou de igual para igual com Rosberg e ofuscou Vettel pela primeira vez na temporada. O alemão abusou dos erros, fez três paradas e não conseguiu se aproximar dos líderes da prova.

A CORRIDA 

O GP do Bahrein teve início antes mesmo da largada neste domingo. Felipe Massa enfrentou problemas em sua Williams na saída para a volta de apresentação e precisou iniciar a prova dos boxes, contribuindo para desequilibrar as forças entre as equipes líderes do campeonato nas primeiras voltas.

Enquanto o brasileiro começava a disputa na última colocação, os carros da Mercedes se defendiam das investidas da Ferrari nas primeiras curvas após a largada. Hamilton manteve a ponta, diante das ameaças de Vettel. E Rosberg foi ultrapassado por Raikkonen.

Mas o domínio da Mercedes não demoraria para ser recomposto. Rosberg deixou o finlandês e o compatriota para trás e recuperou o segundo posto. Vettel chegou a ficar à frente do piloto da Mercedes ao fim da primeira rodada de paradas para troca de pneus. Mas Rosberg não demorou para se estabelecer atrás apenas de Hamilton.

No pelotão intermediário, Massa já se aproximava de Felipe Nasr para iniciar um duelo inédito com o compatriota na temporada. Posição após posição, o piloto da Williams protagonizou boa disputa pela 10ª colocação na volta 21. No 25º giro, Nasr passou o xará, mas sustentou a posição por poucos segundos. Eles seguiram para o pit stop, do qual Massa saiu na frente. 

A segunda rodada de parada nos boxes não mudou o equilíbrio de forças na liderança da prova. Hamilton seguia em primeiro, com cerca de quatro segundos de vantagem sobre Rosberg. Raikkonen se mantinha em terceiro, seguido de Valtteri Bottas, da Williams, porém sem sofrer ameaças.

Vettel, por sua vez, começava a chamar atenção pelos erros. As falhas em sequência permitiram a Rosberg ultrapassá-lo três vezes durante toda a corrida, em situações muito parecidas. Um dos erros do piloto da Ferrari custaram uma parada extra nos boxes, sua terceira da prova, para trocar o bico do carro.

No bloco daqueles que brigavam para terminar a corrida na zona de pontuação, Massa teve melhor destino que Nasr após a disputa direta entre os brasileiros. O piloto da Williams manteve a ascensão em direção aos primeiros colocados, enquanto Nasr tinha dificuldade para sustentar sua posição. Na 49ª volta, Massa aparecia em 8º. O compatriota da Sauber figurava em 13º.

Lá na frente, Rosberg chegou a sonhar com a primeira colocação ao reduzir a diferença para o líder. Mas Hamilton logo abriu nova vantagem e não teve problemas para buscar a bandeirada.

O alemão, por sua vez, passou a se preocupar com a aproximação de Raikkonen. E, depois de se beneficiar dos erros de Vettel, falhou na penúltima volta da corrida e facilitou a ultrapassagem do outro piloto da Ferrari.

Felipe Massa perdeu ritmo nas última voltas e chegou a ser ultrapassado pelo russo Daniil Kvyat, da Red Bull. O brasileiro terminou em 10º, somando ao menos um ponto na classificação geral - seu companheiro Valtteri Bottas foi o quarto colocado. Já Felipe Nasr, que chegou a passar Alonso na metade da prova, cruzou a linha de chegada em 12º.

A McLaren teve outra corrida difícil na temporada. Jenson Button não conseguiu nem largar neste domingo. Com problemas no primeiro treino livre e na classificação, no sábado, o inglês nem foi para a pista em Sakhir. O espanhol Fernando Alonso conseguiu terminar a corrida, porém sem empolgar. Foi o 11º, fora da zona de pontuação.

A próxima etapa da Fórmula 1 será disputada somente no dia 10 de maio, em Barcelona. O GP da Espanha vai marcar o início da temporada europeia no Mundial.

Confira a classificação final do GP do Bahrein:

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1h35min05s809

2º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 3s380

3º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 06s033

4º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), a 42s957

5º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 43s989

6º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 1min01s751

7º - Romain Grosjean (FRA/Lotus), a 1min24s763

8º - Sergio Perez (MEX/Force India), a 1 volta

9º - Daniil Kvyat (RUS/Red Bull), a 1 volta

10º - Felipe Massa (BRA/Williams), a 1 volta

11º - Fernando Alonso (ESP/McLaren), a 1 volta

12º - Felipe Nasr (Bra/Sauber), a 1 volta

13º - Nico Hülkenberg (ALE/Force India), a 1 volta

14º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber), a 1 volta

15º - Pastor Maldonado (VEN/Lotus), a 1 volta

16º - Will Stevens (ING/Marussia), a 2 voltas

17º - Roberto Merhi (ESP/Marussia), a 3 voltas

Não completaram a prova:

Max Verstappen (HOL/Toro Rosso)

Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso)

Jenson Button (ING/McLaren)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.