Nono na Itália, Hamilton mira recuperação em Cingapura

Lewis Hamilton afirmou nesta terça-feira que está encarando o GP de Cingapura, neste domingo, como uma oportunidade de iniciar uma trajetória de sucesso nas sete últimas corridas desta temporada da Fórmula 1. O piloto da Mercedes foi apenas o nono colocado na etapa passada do Mundial, na Itália, onde Fernando Alonso ficou com o segundo lugar e ampliou sua vantagem sobre o inglês, terceiro na classificação geral, agora 28 pontos atrás do espanhol, o vice-líder com a Ferrari.

AE, Agência Estado

17 de setembro de 2013 | 10h45

Antes da corrida ruim amargada em Monza, Hamilton subiu ao pódio com o terceiro lugar no GP da Bélgica, e agora espera repetir a boa prova que fez em Spa no circuito de rua de Marina Bay, que ele disse "realmente combinar com seu estilo de pilotagem".

"Nós tivemos um par de duros finais de semana na Bélgica e na Itália, mas sei que todo mundo na equipe está determinado a se recuperar a partir daqui e aproveitar ao máximo as oportunidades ao longo das últimas sete corridas da temporada", ressaltou Hamilton, enfatizando também que sempre "gostou muito" do GP de Cingapura e que se trata de uma prova "única" por acontecer à noite, sob iluminação artificial.

Nico Rosberg, companheiro de Hamilton na Mercedes, também não escondeu a empolgação com a proximidade da prova asiática. "O GP de Cingapura é uma ocasião fantástica e todo o fim de semana lá tem um dos melhores ambientes do ano. Para os pilotos, é uma das corridas mais difíceis do ponto de vista físico, assim como há muitas curvas e não há longas retas onde você pode relaxar. Também é uma corrida muito longa, que chega perto do limite de tempo de duas horas", disse o alemão.

Rosberg ainda ressaltou que espera ter chances de lutar pela vitória no domingo, depois de ter subido ao topo do pódio neste ano em Mônaco e na Inglaterra. "Meu melhor resultado em Cingapura até o momento foi o segundo lugar em 2008 e, é claro, eu gostaria de melhorar isso", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1MercedesLewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.