Yuri Kochetkov / EFE
Yuri Kochetkov / EFE

Norris festeja a pole na Rússia, único GP que 'não gostaria de largar na frente'

Pela primeira vez na carreira, jovem piloto da McLaren largará na frente em uma corrida de Fórmula 1

Redação, Estadão Conteúdo

25 de setembro de 2021 | 14h51

Lando Norris jamais havia conquistado uma pole position na Fórmula 1. Conseguiu no GP da Rússia neste sábado, não escondeu a felicidade, comemorou, mas foi sincero ao admitir que era a única pista do circuito que "não gostaria de largar na frente." O jovem da McLaren sabe que dificilmente quem sai em primeiro em Sochi acaba vencendo e teme ser mais uma vítima desta dura estatística.

Por causa da reta longa, muitos poles em Sochi acabam perdendo a posição já na Curva 1, o que serve de alerta para o inglês. Desde 2014, apenas em duas corridas o primeiro colocado no grid acabou vencendo: além daquele ano, também em 2016.

"Eu realmente não estou ansioso pela largada. Não estou confiante que vou ser o primeiro na Curva 1 amanhã", projetou. "Mas isso vai servir para me preparar bem. Estamos na melhor posição que podemos estar e estou feliz. Minha primeira pole position, espero que seja a primeira de muitas."

Charles Leclerc, da Ferrari, em segundo no grid, já admitiu que partirá para cima do inglês na largada. "Não sei o que dizer, só que estou feliz. Foi complicado, tive de arriscar muito para ver se valia a pena e valeu. Então, é uma sensação incrível, minha primeira pole. Provavelmente o único lugar onde não gostaria de ser pole é aqui, especialmente com a reta descida para a Curva 1", foi sincero Norris.

Há 15 dias, em Monza, a McLaren fez a festa em Monza com dobradinha de Daniel Ricciardo e Norris. Agora, o inglês espera ir além daquele segundo lugar e somar sua primeira vitória. Mesmo reticente com a largada, ele não esconde a motivação para a prova. "Quero correr bem. Não estava confiante que seria pole, arrisquei no fim e deu certo. Então sou um menino feliz."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.