Nova equipe, Haas confirma Grosjean para sua estreia na F1 em 2016

Os rumores dos últimos dias estavam mesmo certos. Nesta terça-feira, a Haas anunciou que o francês Romain Grosjean será um dos seus pilotos titulares na temporada 2016 da Fórmula 1, quando a equipe norte-americana passará a compor o grid da principal categoria do automobilismo mundial.

Estadão Conteúdo

29 Setembro 2015 | 12h37

Grosejan, de 29 anos, vem sendo piloto da Lotus nos últimos cinco anos. O francês já disputou 78 provas na Fórmula 1 e subiu dez vezes ao pódio. Agora, a partir de 2016, terá o desafio de pilotar por uma equipe estreante na Fórmula 1, após acertar a sua saída de uma escuderia que está sendo adquirido pela Renault.

A tendência é que Grosjenan pilote pela primeira vez o carro da Haas durante a pré-temporada de 2016 da Fórmula 1, com o período inicial de testes coletivos previsto para ocorrer entre 1º e 4 de março em Barcelona. O Circuito da Catalunha também tem atividades marcadas entre 15 e 18 de março.

Esses testes serão fundamentais para a preparação da Haas visando a estreia da equipe na Fórmula 1, em 3 de abril quando será disputado o GP da Austrália, abrindo a temporada 2016.

A Haas é de propriedade de Gene Haas, um empresário que também possui uma equipe na Nascar, a Stewart-Haas Racing. E a sua entrada encerra a ausência de equipes norte-americanas na Fórmula 1, que vem desde 1986.

Aprovada em 2014 pela Federação Internacional de Automobilismo para fazer parte do grid da Fórmula 1, a Haas fechou uma parceria técnica com a Ferrari, que fornecerá motores, e também comprou a antiga sede da Marussia na cidade inglesa de Banbury. Agora anunciou um dos seus pilotos para o próximo campeonato.

O nome do companheiro de Grosjean ainda não foi definido e deverá ser revelado em um futuro próximo. Haas revelou anteriormente que pretende ter um nome experiente em um dos seus carros no próximo ano e admitiu interesse nos reservas da Ferrari. Nesse momento, a equipe italiana conta com o mexicano Esteban Gutierrez e o francês Jean-Eric Vergne em seus quadros.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1HaasRomain Grosjean

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.