Novas regras tornam F-1 mais acessível e transparente

A reunião do Conselho Mundial da FIA, nesta terça-feira, não aprovou apenas a mudança no critério que define o campeão da Fórmula 1. A entidade instituiu também uma série de regras para deixar a categoria mais acessível e transparente para os fãs - tanto nos autódromos quanto em casa.

AE, Agencia Estado

17 de março de 2009 | 12h55

Para os torcedores que forem aos autódromos, a maior novidade será uma sessão de autógrafos no primeiro dia de treinos - sexta-feira em 16 etapas do Mundial, e quinta-feira no GP de Mônaco.

Os pilotos também terão de ser mais acessíveis à imprensa. Todos os competidores que não participarem da entrevista coletiva da FIA após as corridas serão obrigados a atenderem os jornalistas depois da prova.

Para os torcedores que estiverem em casa, a categoria será mais transparente no que diz respeito às estratégias dos pilotos para a corrida. A FIA pediu que todas as equipes divulguem o peso de seus carros após os treinos de classificação, o que permitirá saber se um piloto conseguiu sua melhor volta com muito ou pouco combustível.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FIAregulamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.