Novo sistema beneficia a McLaren, diz chefe da Ferrari

Equipe inglesa utilizará um componente eletrônico de controle desenvolvido por seus próprios técnicos

Reuters,

07 de janeiro de 2008 | 12h36

A McLaren está em clara vantagem este ano para a temporada da Fórmula 1 por ter construído um sistema eletrônico que todas as equipes da Fórmula 1 terão agora que adotar, disse o chefe da Ferrari, Jean Todt, nesta segunda-feira.     Veja também:  GP Brasil 'foi 2.º evento esportivo de maior audiência em 2007'  O lançamento do MP4-23 O Secu (sigla em inglês para Unidade Padrão de Controle Eletrônico) desenvolvido pela McLaren Electronic Systems é uma das grandes novidades para a próxima temporada, que começa dia 16 de março, em Melbourne. "Nós preferíamos que o controle único para todas as equipes de Fórmula 1 fosse construído por outra companhia. Devemos aceitar o fato de que a McLaren com a Microsoft apresentaram a proposta mais econômica", disse Todt a repórteres. "Está claro que é uma situação a ser monitorada. Mas é óbvio que, pelo menos no início, a McLaren terá uma vantagem no campeonato", acrescentou o francês, que passou o controle da equipe de F1 para Stefano Domenicali e agora ocupa o cargo de chefe da empresa. A rivalidade entre as duas equipes foi intensificada em 2007, quando a equipe italiana conquistou o título de construtores após a exclusão da McLaren por ter espionado a própria Ferrari. O finlandês Kimi Raikkonen também venceu o britânico Lewis Hamilton e o espanhol Fernando Alonso, da McLaren, na disputa pelo título de pilotos. O novo Ferrari F2008 foi pela primeira vez para a pista nesta segunda-feira, com Raikkonen no cockpit, na pista da equipe em Maranello. O finlandês completou 20 voltas sem nenhum problema.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1McLarenFerrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.