Obras em Interlagos seguem atrasadas

A pouco mais de duas semanas da disputa do GP do Brasil de Fórmula 1, marcado para o dia 31, o autódromo de Interlagos ainda é um canteiro de obras que, como ocorre todos os anos, devem ficar prontas em cima da hora. O problema principal é a construção de canaletas para a drenagem de água em vários trechos do circuito, como a reta oposta e descida do lago. Nesses locais, a área de escape teve a brita substituída por asfalto a pedido da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e foi nivelada com a pista. Falta concluir as canaletas. Nesta quinta-feira, dezenas de operários trabalhavam nas obras, mas ainda há muita coisa por fazer. No entanto, o diretor do GP do Brasil, Carlos Montagner, está otimista. "Pela posição que o pessoal responsável pelas obras me passou, tudo ficará pronto entre os dias 20 e 22??, disse. "Mas o ideal era que tudo já tivesse pronto há um mês??, reconheceu. No dia 25, o chefe de segurança da FIA, Charles Whitting, chega a São Paulo e uma das primeiras coisas que irá fazer será uma vistoria em Interlagos. Montagner considera que a construção das canaletas é a obra mais complexa. Falta, também, terminar a colocação de asfalto na área de escape da descida do Lago e a fixação de guardrails no trecho até o Laranjinha. "Mas isso é fácil. No Lago, por exemplo, a concretagem já está feita e a colocação do asfalto é rápida.?? Ensaio - Neste sábado, a direção de Interlagos irá fazer um ?ensaio geral? para se preparar para a etapa da F1. Todos os setores envolvidos na organização do GP passarão pelo teste, inclusive com a simulação de uma corrida com 12 carros da Fórmula Júnior. ?Vamos ensaiar tudo o que for possível?, avisou Carlos Montagner.

Agencia Estado,

14 Março 2002 | 18h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.