Organizadores do GP da Rússia de F1 negam dificuldades financeiras

Organizadores do GP da Rússia de Fórmula 1 vieram a público nesta sexta-feira para negar qualquer risco à realização da corrida em Sochi nas próximas temporadas. Eles negaram existir dificuldades financeiras, que poderiam impedir a disputa da corrida já em 2016.

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2015 | 16h05

"Não enfrentamos nenhum problema", disse Sergei Vorobyov, promotor do evento. "A Fórmula 1 ficará em Sochi por muitos anos ainda", afirmou em entrevista à agência estatal russa Tass.

As declarações de Vorobyov são uma resposta às notícias recentes publicadas na imprensa local. Nos últimos dias, o governo regional, após mudança em sua liderança, afirmou que poderia cortar a verba destinada à realização do GP em Sochi.

No calendário de 2016, confirmado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) nesta semana, o GP russo será disputado no dia 1º de maio. Nas duas temporadas anteriores, quando Sochi estreou no campeonato, a corrida foi disputada no mês de outubro.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da RússiaSochi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.