Ousadia de Hamilton será tema de conversa entre pilotos

A ousadia de Lewis Hamilton na pista tem causado problemas para o inglês na Fórmula 1. Na sexta-feira, em Xangai, o estilo agressivo do líder do Mundial será debatido na reunião dos pilotos. O diretor de provas da categoria, Charlie Whiting, participará da discussão.O australiano Mark Webber, diretor da GPDA - associação dos pilotos -, e o italiano Jarno Trulli, lideram a lista de insatisfeitos com o comportamento de Hamilton. Ambos negam, contudo, que estejam perseguindo o inglês a fim de atrapalhá-lo na disputa pelo título mundial.Webber afirmou que discutirá com Charlie Whiting a atitude de Hamilton na primeira curva do GP do Japão. Depois de sair da pole e largar mal, o inglês retardou a freada e mudou a trajetória, em manobra que prejudicou o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari. Hamilton levou uma punição durante a corrida mas, para Webber, a advertência pode não ser suficiente. "Não se pode fazer aquilo nas áreas de frenagem. Perdemos um fiscal em Monza [em 2000] porque havia pilotos mudando de trajetória nos pontos de freada", lembrou o australiano da Red Bull, referindo-se ao acidente que matou o fiscal Paolo Gislimberti, na primeira volta do GP da Itália.Jarno Trulli, da Toyota, fez críticas ao inglês por um incidente no decorrer da prova da Fuji. O italiano liderava quando, ao tentar colocar uma volta de vantagem sobre Hamilton, foi fechado pelo piloto da McLaren. "Realmente não estou feliz com o que ele fez", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.