Karoly Arvai/Reuters
Karoly Arvai/Reuters

Pai de Massa espera levá-lo na quinta-feira para Paris

Titônio está otimista com a recuperação e conta que recebeu mensagem de apoio do presidente Lula

Agência Estado

28 de julho de 2009 | 17h08

BUDAPESTE - O pai do piloto Felipe Massa, Luis Antonio, contou nesta terça-feira que seu filho sentiu fome e pediu comida nesta terça-feira, seu quarto dia de internação no Hospital Militar de Budapeste, na Hungria. Ele está na expectativa de que o piloto possa ser transferido para Paris na quinta.

Veja também:

linkMassa abre olho esquerdo e vê normalmente

linkSchumacher não descarta substituir Massa

especialEntenda como foi o acidente de Massa

mais imagens GALERIA DE FOTOS - Imagens do acidente

forum BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

"Pela primeira vez o Felipe manifestou fome e o desejo de comer alguma coisa, mas ainda não é possível receber alimentação sólida", explicou Titônio, como ele é conhecido, em nota. Além disso, ele já está sem todos os curativos no olho esquerdo e enxerga aparentemente sem sequelas, e recebe visitas, como as de sua família e membros da Ferrari, como o chefe Stefano Domenicali e o ex-chefe Jean Todt, mais amigos.

Massa sofreu um grave acidente no treino classificatório do GP da Hungria, no último sábado, quando uma mola que se soltou da Brawn de Rubens Barrichello acertou em cheio seu capacete. O piloto sofreu afundamento no crânio e lesões cerebrais leves, e deve permanecer um bom tempo fora das pistas. O pai, contudo, está otimista com o processo de recuperação.

"A melhoria dele é visível praticamente a cada hora, e talvez na quinta-feira já possa ser transferido para o hospital em Paris, onde continuaria sua recuperação até o momento de poder voltar para casa", disse Titônio, alertando: "Temos de continuar acatando as ordens dos médicos e obedecendo ao cronograma deles. O mais importante agora é saber que ele não corre nenhum risco".

O pai de Massa contou ter recebido duas mensagens do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, uma para ele e sua mulher, Ana, e outra para Felipe e a mulher, Rafaella, que está grávida. Também nesta terça-feira, o técnico da seleção brasileira, Dunga, aproveitou a convocação da equipe para o jogo contra a Estônia e enviou uma mensagem, em seu nome e dos jogadores.

Dunga lembrou que Massa esteve no vestiário da seleção antes do amistoso contra Portugal, em novembro do ano passado, quando o Brasil goleou por 6 a 2, no Bezerrão. "Ele mostrou um grande carinho por todos nós, e neste momento só temos uma maneira de retribuir, que é desejar a ele uma rápida recuperação", declarou o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Felipe MassaFerrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.