Pai de Massa: "Me sinto o queridão"

Luís Antonio Massa, pai do piloto da Sauber Felipe Massa, ficou feliz e emocionado com o carinho com que o filho foi tratado em Interlagos. Massa é o novo queridinho dos brasileiros. "E eu me sinto o queridão??, capitalizou o senhor Luiz Augusto. Kimi Raikkonen colocou no capacete a frase "Iceman??. Intrigados, os jornalistas finlandeses foram ao piloto saber se tratava da publicidade de uma empresa. "Não??, explicou o Raikkonen. "Foi um pedido de Ron Dennis (sócio e diretor da McLaren. A explicação: Dennis considera o finlandês o piloto mais frio que já conheceu. A namorada de Pedro de La Rosa levou o capacete do piloto da Jaguar até o grid num balde com água. Foi a maneira que ela encontrou para ajudar o piloto a suportar o calor de Interlagos, pelo menos no início da corrida. Ricardo Zonta ainda sonha em voltar à F-1 este ano. Ele negocia com a Jordan um lugar como piloto de testes, mas a equipe ainda não conseguiu o dinheiro necessário para pagar seu salário. Outra opção é pilotar na Minardi, pois o malaio Alex Yoong tem um contrato de performance e pode dançar se não fizer nada até o GP de San Marino. Nesse caso, porém, Zonta deverá ter de levar algum dinheiro para a equipe. A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, disse que o presidente da FIA, Max Mosley, ficou satisfeito com as obras feitas em Interlagos. Ela falou que seu plano de transformar o autódromo em um parque que proporcione outras formas de lazer além do automobilismo deve ser colocado em prática ainda este ano. "Já firmamos parcerias com a Rede Globo e outras empresas. Vamos buscar mais parceiros??, disse. Marta Suplicy não gosta de velocidade. Tanto que não quis repetir a experiência do ano passado, quando deu uma volta na pista a bordo de uma Ferrari esportiva e ficou com muito medo. Pedro Paulo Diniz foi um dos poucos ex-pilotos que apareceram hoje em Interlagos. Pouco antes da largada, ele disse que não poderia dar um palpite sobre a corrida, mas deixou escapar que considerava as Williams muito fortes. O brasileiro Tarso Marques ainda espera fazer sua estréia na temporada, pela equipe Dart, ex-Prost e também ex-Phoenix. Segundo o piloto, está marcada para esta semana uma reunião entre os dirigentes da equipe e os da FIA para discutir a permissão para a escuderia disputar o campeonato. Se der errado, Tarso ainda terá uma chance na Minardi, desde que o australiano Mark Webber não consiga os US$ 5 milhões necessários para continuar na equipe.

Agencia Estado,

31 Março 2002 | 14h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.