Arquivo/AE
Arquivo/AE

Para Barrichello, sair na frente será decisivo em Mônaco

'É muito importante fazer tudo direito para ter alguma chance na corrida', afirma o vice-líder do Mundial

Agência Estado

19 de maio de 2009 | 13h09

MONTECARLO - Piloto mais experiente do grid atual da Fórmula 1, Rubens Barrichello vai para seu 17.º GP de Mônaco consciente de que o treino de classificação, no sábado, será fundamental para seu sucesso na corrida de domingo, a sexta etapa da temporada.

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

"A classificação é um dos grandes desafios aqui, e é muito importante fazer tudo direito para ter alguma chance na corrida", afirmou o brasileiro, que tem como melhores resultados nas ruas de Montecarlo três segundos lugares, em 1997, com a Stewart, 2000 e 2001, na Ferrari.

Apesar da experiência, Rubinho sabe que as apertadas ruas do principado não permitem nenhum tipo de vacilo. "É uma de minhas corridas favoritas no calendário, e sempre um grande desafio, por estar tão perto dos muros", conta o piloto. Com 29 pontos, Barrichello é o vice-líder do Mundial de Pilotos, a 14 de seu companheiro Jenson Button, que venceu quatro das cinco provas na temporada.

Tranquilo, o britânico também prevê um treino de classificação com emoções fortes. "É impossível ultrapassar durante a corrida, então é preciso sair na frente e fazer uma bola largada", diz Button.

O chefe da equipe, Ross Brawn, diz que a equipe está preparada para mais um bom desempenho. "Mônaco exige muito cuidado, porque um pequeno erro pode acabar com seu fim de semana. Mas aqui é um circuito em que a habilidade dos pilotos faz muita diferença, e tanto Jenson como Rubens são pilotos excelentes e precisos", elogiou o dirigente.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Rubens BarrichelloBrawn GP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.