Divulgação
Divulgação

Para chefe da Ferrari, Raikkonen está mais maduro em retorno à equipe

Stefano Domenicali afirma que finlandês está mais comprometido com a escuderia nesta temporada

O Estado de S. Paulo

12 de fevereiro de 2014 | 18h59

MARANELLO - De volta à Ferrari depois de quatro anos, o piloto finlandês Kimi Raikkonen tem demonstrado uma atitude mais madura e de comprometimento com a equipe. A avaliação é do chefe da escuderia, Stefano Domenicali, que nesta quarta-feira, em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, elogiou bastante o campeão mundial de 2007 da Fórmula 1.

Conhecido pela frieza e pela distância com as obrigações fora das pistas, Raikkonen tem apresentado uma postura diferente. "Vejo ele mais maduro, como todos nós, mais experiente e perto da equipe", disse Domenicali. "Ele tem vindo à fábrica com frequência e virá para Maranello praticamente toda semana", revelou.

Para o chefe, pesou para a mudança de atitude do finlandês o fato de o companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso, já estar na Ferrari desde 2010, o que incentivou Raikkonen a demonstrar mais empenho. "Nós pensamos na necessidade de colocar Alonso junto com um piloto com motivação forte para permiti-lo lidar com a temporada difícil deste ano. Kimi sabe lidar com a pressão de ser companheiro de Alonso e correr pela Ferrari, que está sempre nos holofotes e onde terminar em segundo é uma tragédia", disse.

Domenicali disse ter total confiança no trabalho do finlandês, que na opinião dele tem toda a capacidade de cumprir as expectativas da equipe italiana. A Ferrari não vence um Mundial de Pilotos desde 2007, quando justamente Kimi Raikkonen se sagrou o campeão. Nas duas últimas temporadas, o 'homem de gelo' correu pela Lotus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.