Ahmad Yusni/EFE
Ahmad Yusni/EFE

Para Jenson Button, calor influenciará resultado na Malásia

Piloto da McLaren prevê maior degradação dos pneus e espera corrida surpreendente no domingo

AE, Agência Estado

07 de abril de 2011 | 13h03

O calor é, definitivamente, uma das preocupações para o GP da Malásia de Fórmula 1, cujos treinos livres começam a ser disputados na noite desta quinta-feira (pelo horário de Brasília). Seguindo o discurso de outros pilotos, o inglês Jenson Button chegou a dizer que a alta temperatura no circuito de Sepang pode até mesmo influenciar no resultado da corrida - a previsão para domingo é de 32ºC.

"Veremos uma corrida muito diferente, principalmente por causa dos pneus em alta temperatura. Acho que haverá mais degradação. Será muito mais difícil e os pneus muito mais exigidos. Isso trará um novo elemento para a corrida, o que eu acho bom", analisou Button, lembrando que os novos pneus da Fórmula 1 não foram tão exigidos na etapa de abertura da temporada, há duas semanas, na Austrália.

Até por conta desta variante, o piloto preferiu não arriscar um palpite sobre as pretensões da McLaren na prova de domingo. No entanto, demonstrou satisfação com o trabalho da equipe, que, após péssimos resultados na pré-temporada, conseguiu a segunda colocação com o também inglês Lewis Hamilton no GP da Austrália - Button, por sua vez, terminou a corrida em sexto lugar.

"Já na Austrália ficamos felizes com a performance obtida, comparado ao que tínhamos testado, e foi o primeiro passo de um pacote que temos. Há novas evoluções atualizações a fazer no carro que melhorarão nosso tempo e, esperamos, nossa consistência", declarou Button.

Apesar da confiança, o próprio piloto inglês admite não ter certeza de que "é o suficiente para desafiar a Red Bull". Principal favorita ao bicampeonato, a equipe de Mark Webber e Sebastian Vettel, campeão em 2010, ainda deverá ter ajuda do Kers na Malásia.

"Perdemos mais do que um pouco de tempo se não usamos o Kers. Acho que temos um bom sistema e não sei como está a Red Bull. Cada carro tem um sistema diferente, um sistema de Kers diferente, então pode dar muita velocidade e pode não dar, eu não sei. Não sei o benefício que trará para eles", completou Button, que foi campeão mundial em 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.