Para Massa, só acrobacias assustam

Ao contrário dos rumores de que Heinz-Harald Frentzen substituiria Felipe Massa na Sauber no GP da Hungria, o piloto brasileiro estava tranqüilo nesta quinta, pronto para começar a correr nesta sexta. "O período de 15 dias de férias fez com que algumas pessoas inventassem coisas não verdadeiras", disse, depois de chegar de um aeroporto militar. Motivo: participar de um vôo acrobático com o campeão do mundo, o húngaro Peter Beseneyei. "Meu, não dá para descrever a sensação. Fiquei lá 20 minutos com ele, o homem fez de tudo. Uma hora falei para ele pára com isso se não vou vomitar." O Brasil terá apenas dois pilotos no GP da Hungria - Massa e Barrichello. A equipe Arrows, de Enrique Bernoldi, não levou nem mesmo seus equipamentos para o circuito. Já o inglês Anthony Davidson, de 23 anos, faz nesta sexta sua estréia na Fórmula 1, substituindo o malaio Alex Yoong. "Minha primeira preocupação será me classificar para correr", disse. Em duas das três últimas etapas, Yoong não obteve tempo para largar. Davidson disputou a Fórmula 3 britânica e a Fórmula 3000 sem grandes resultados. Ele faz testes para a BAR.

Agencia Estado,

15 Agosto 2002 | 15h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.