Para Nelsinho Piquet, Silverstone é como 'correr em casa'

'É um circuito no qual andei muitas vezes no início da minha carreira', reforça o piloto brasileiro

EFE

15 de junho de 2009 | 11h43

MADRI - O piloto brasileiro Nelsinho Piquet, da Renault, afirmou que andar no circuito de Silverstone, palco do Grande Prêmio da Grã-Bretanha de Fórmula 1 neste fim de semana, será como "correr em casa".

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

"Espero um bom resultado. Praticamente é como se corresse em casa, já que vivo no Reino Unido há cinco anos e é um circuito no qual andei muitas vezes no início da minha carreira", comentou o piloto, companheiro de equipe do espanhol Fernando Alonso.

Nelsinho acha que a sessão de classificação será "crucial", já que há pouca chance de ultrapassagem.

Sobre o fraco desempenho no GP da Turquia, ficando apenas em 16.º lugar, o brasileiro admitiu que não foi um bom fim de semana.

"Tivemos problemas no freio nos treinos de classificação e sabíamos que seria muito difícil pontuar largando tão atrás. Mesmo assim travei alguns bons duelos na corrida, especialmente com Lewis Hamilton", lembrou.

Nelsinho sabe que precisa melhorar seu desempenho, mas lembrou: "Há tantos carros no mesmo nível que alguns décimos podem fazer a diferença entre estar em sexto ou 16.º no grid", explicou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1RenaultNelsinho Piquet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.