Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Pérez volta à Fórmula 1 no GP da Espanha após dar negativo para coronavírus

Piloto mexicano da Racing Point está liberado para voltar ao grid após ficar afastado das duas últimas provas

Redação, Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2020 | 09h39

Sergio Pérez disputará o GP da Espanha da Fórmula 1 neste fim de semana após testar negativo para o coronavírus. Nesta quinta-feira, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou que o mexicano está liberado para retornar ao paddock para a corrida em Montemeló, nos arredores de Barcelona.

Pérez foi submetido a exames na última quarta-feira, com o resultado negativo tendo saído nesta quinta, como explicou a Racing Point. "A FIA confirmou que 'Checo' pode retornar ao paddock da F1 e competir pela equipe no GP da Espanha neste fim de semana", disse a equipe.

O piloto da Racing Point testou positivo em 30 de julho, sendo colocado em quarentena. Por isso, ficou fora das duas últimas corridas em Silverstone, os GPs da Inglaterra e do 70º Aniversário, depois de contrair o vírus em uma visita à sua família no México no mês passado. Ele viajou em um voo fretado para ver sua mãe no hospital.

"Eu definitivamente senti falta das corridas e foi difícil assistir de fora", disse Pérez. "Tenho muita sorte de ter apenas sintomas leves, então tive condições de continuar treinando e ter a certeza de que estou pronto para voltar ao volante do carro", acrescentou.

Nas provas anteriores, Pérez foi substituído pelo alemão Nico Hulkenberg. Nenhum outro piloto testou positivo para covid-19 após as cinco primeiras corridas da temporada 2020 da Fórmula 1. O mexicano somou 22 pontos nas provas que disputou, ocupando o oitavo lugar no Mundial de Pilotos.

As atividades do GP da Espanha se iniciam nesta quinta-feira, com a disputa de dois treinos livres, sendo o primeiro às 6 horas (de Brasília). A prova no Circuito da Catalunha está agendado para domingo, com largada às 10h10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.