Picapes a gás vão agitar Interlagos

As picapes movidas a GNV (gás natural veicular) vão correr em Interlagos pela primeira vez no domingo. A oitava e penúltima etapa da Copa BR Petrobrás Pick-up Racing terá seus treinos livres e oficiais amanhã, a partir das 13h. A largada da corrida, no domingo, será às 13h35, contra o relógio (40 minutos). A última etapa da temporada está marcada para 14 de dezembro, em Jacarepaguá.Este já é o terceiro ano da categoria, que utiliza modelos Ford Ranger, Chevrolet S10 e Dodge Dakota, inspirada na Nascar Truck Series, que faz as corridas preliminares da Winston Cup nos Estados Unidos. Além disso, a Copa Petrobrás tornou-se, a rigor, a única competição multimarca do automobilismo brasileiro ao lado da Fórmula Truck.Para a Petrobrás, principal patrocinadora da categoria, o campeonato de picapes é um laboratório de testes de para o desenvolvimento do gás natural veicular. No terceiro ano do campeonato, as picapes à gás já são mais velozes do que aquelas à gasolina, como explica o piloto paulista Flávio Marcílio, que corre com uma Dakota e já pilotou picapes dos dois tipos. "Hoje, uma picape à gás faz de 0 a 100 km/h em 5s9. E a picape à gasolina, em cerca 6s5." A taxa de compressão das picapes é de 13:1 enquanto a de gasolina é de 9:1.O equipamento de conversão BRC kits, de uma empresa italiana com base em São Paulo, é responsável pela boa performance técnica. Enquanto as conversões tradicionais buscam economia de combustível com a queda de potência, o kit BRC assegura o rendimento, graças ao "mesclador", dispositivo responsável pela mistura do ar com o gás natural. Dessa forma, as picapes já alcançaram até 218 km/h.O favorito ao título é o bicampeão gaúcho João Campos, com uma Ford Ranger, líder com 107 pontos contra 82 do paranaense Émerson Duda, também de Ranger. Entretanto, Flávio Marcílio assegura que as Ford não levam vantagem sobre as Dakota e S10. "No caso do João Campos, ele tem o melhor patrocínio da categoria. Mas em uma pista com as características de Interlagos, acho que as Dakota e as S10 vão andar mais", avalia.No domingo, antes da corrida de picape, haverá corrida-demonstração da Fórmula Brasil, nova categoria de monopostos com seu primeiro campeonato em 2004. Os carros têm chassis tubular produzidos pelo argentino Edgardo Fernandes - a antiga Fórmula Júnior - e motores 1.6 do Corsa. Na segunda ou terceira temporada, esse motor poderá ser substituido de acordo com parceria com uma nova montadora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.